acessibilidade texto


. . .

Português Português

Amigo Anônimo

aanonimoui

Reuniões de A.A. Em Instituições de Tratamento

Box 4-5-9, Ago. Set. / 1987 (pág. 8) =>http://www.aa.org/newsletters/es_ES/sp_box459_aug-sept87.pdf
Título original: “Los que Abusan de Sustancias Quimicas, y las Reuniones de A.A.”
 
Um problema enfrentado pelos AAs que levam a mensagem às instituições de tratamento é a quantidade, cada vez maior, de adictos não alcoólicos que se tratam nesses centros. Com frequência, os procedimentos que tratam da assistência a estes pacientes nas reuniões de A.A. não estão suficientemente claros, e esta falta de precisão pode causar problemas a estes membros que levam a mensagem. A política de A.A. respeito aos adictos não alcoólicos, frequentemente não é conhecida pelos responsáveis pela instituição e os membros do Comitê de Instituições de Tratamento – CIT vem-se obrigados a lhes falar a esse respeito.
 
Algumas instituições de tratamento têm a tendência a reunir alcoólicos e os que abusam de outras substâncias químicas numa só categoria, supondo que sofram da mesma adição, e o tratamento reflete este enfoque. Certamente, as instituições têm suas razões e os motivos adequados para conduzir o tratamento dessa maneira. Entretanto, os AAs que levam a mensagem com frequência descobrem que os responsáveis por estas instituições incentivam os adictos não alcoólicos a assistir as reuniões de A.A. dentro de suas instalações. Ademais, devido à eficácia do programa de A.A. ao prestar ajuda e apoio aos alcoólicos no postratamento, com frequência aconselham também os adictos não alcoólicos a procurar A.A. após receberem alta da instituição. Neste caso, os métodos da instituição de tratamento se contrapõem às Tradições de A.A.
 
O Comitê de Instituições de Tratamento – CIT tem a responsabilidade de informar os administradores e o pessoal clínico das instituições sobre a unicidade de propósito de A.A. Compete também a estes Comitês instruir estes profissionais sobre a política e as Tradições de A.A. As reuniões de A.A. que se realizam dentro de uma instituição de tratamento não podem ser “reuniões sobre o abuso de substâncias químicas”, mas, apenas para alcoólicos – incluindo os alcoólicos com outras adições. Mesmo sendo difícil e levando muito tempo para explicar ao pessoal das instituições de tratamento a necessidade de se ater à política de A.A. referente a esta questão, a experiência nos demonstra que a comunicação é mais efetiva quando os AAs o fazem de maneira generosa e com espírito de cooperação.
 
Extraído do Livro de Trabalho com as Instituições de Tratamento

Contribuições Voluntárias

de Membros de A.A.

“Todos os grupos de A.A. deverão ser absolutamente auto-suficientes, rejeitando quaisquer doações de fora.”  Nenhuma outra tradição de A.A. nasceu tão ..
  Contribuintes : 61

Plano de Aniversário

R$ 1,00 por dia x 365 dias no ano. R$ 365,00 em 12x no cartão = R$ 30,42 ao mês   Gratidão ..
  Contribuintes : 6