acessibilidade texto


. . .

Português Português

Amigo Anônimo

aanonimoui

Conheça alguns Grupos especializados

Em junho de 1941 foi fundado em Cleveland, Ohio, por Vi S., e outras companheiras, o primeiro Grupo de A.A. exclusivamente para mulheres. Imediatamente, o exemplo foi seguido por outras mulheres em San Diego,
 

Kansas, Nova York, etc. Em 14 de fevereiro de 1964, Bernadette O'K., e mais outras mulheres em A.A., organizaram em Kansas City a Primeira Conferência Nacional de Mulheres em A.A. Desde então e nessa sequência ininterrupta, nos dias 16, 17 e 18 de fevereiro de 2012 foi celebrada em Washington DC, a 48ª Conferência Internacional de Mulheres em A.A.

Seguiu-se o primeiro Grupo para negros, na Carolina do Norte, fundado em 1945 por Jim Scott. Logo após, em janeiro de 1946, começou outro Grupo em Los Angeles, que no prazo de um ano já contava com vinte membros. A formação do primeiro Grupo de negros em Cleveland girou ao redor de uma mulher; assim duas minorias estavam envolvidas. Tratava-se de uma mulher negra que trabalhava em uma boate e chamou Oscar W., às três horas da madrugada dizendo-se revoltada com a vida. No dia seguinte chamou de novo dizendo que estava sóbria e querendo saber o que fazer. Oscar W. Levou-a ao Grupo Lake Shore. Disseram que ela poderia frequentar A.A., mas teria que participar de um grupo diferente. “Apesar de todas as atitudes liberais, ainda não se podia aceitar uma mulher negra”, admitiu Oscar. O administrador do prédio disse que se ela ficasse todos deveriam sair. Assim, foi formado um Grupo próximo à casa dela em um bairro negro, na Cedar Avenue. Em junho de 1946, o ESG registrou o Grupo Outhwaite, em Cleveland, Ohio; tinha oito membros. Um mês depois, havia notícias de Grupos para negros em Charleston, Carolina do Sul. No mesmo período, também começaram em Kansas City, Missouri e Toledo, Ohio. Como nenhum esforço foi feito pelo ESG para fazer alguma distinção entre os Grupos para negros e os Grupos regulares, é praticamente impossível rastrear seu crescimento durante as décadas intermediárias, ou estimar seu número atual. Sabe-se que, obviamente, sua presença é muito relevante no norte de Ohio, Washington, DC, Atlanta, Geórgia e em muitas outras cidades com importante concentração de população negra.
 
Obs.: o logotipo capitular acima não pertence a A.A. nem representa os Grupos de Negros em A.A. Foi subtraído, para ilustração, da logomarca do Ano Internacional dos Afrodescendentes, promovido pela ONU e celebrado ao longo do ano de 2011.    
 
O primeiro Grupo para jovens conhecido “para homens e mulheres abaixo dos 35”, foi formado em janeiro de 1946 na Filadélfia. Grupos de

Jovens, juntamente com os jovens dos Grupos regulares, uniram-se em 1958 para formar aInternational Conference of Young People in A.A., ou, ICYPAA (pronuncia-se “icky-pa”), nos dias 26 e 27 de abril daquele ano em Niágara Falls, Nova York. A 54ª Conferência Internacional de Jovens em A.A. foi realizada entre os dias 13 e 16 de setembro de 2012 em St. Louis, Missouri.

Um dos primeiro médicos a ultrapassar a barreira do ceticismo em relação a A.A., foi o já falecido, Dr. Clarence Pearson, que ingressou em Alcoólicos Anônimos em Cabo de São Vicente, Nova York, em 1946 e logo percebeu que havia mais médicos com problemas com a bebida e que aceitariam ajuda desde que não fosse em um Grupo de A.A. convencional. Assim uma primeira reunião foi celebrada na garagem da casa do Dr. Pearson em Clayton, Nova York, em 1947, com a presença de dez médicos. Estes médicos

começaram, também a frequentar reuniões nos Grupos regulares de A.A. Devido ao fato de que três desses médicos eram canadenses, essas reuniões já passaram a ser consideradas“Internacionais” desde o início. Em seguida, o Dr. Pearson fez um convite através daGrapevine, que resultou em uma reunião de 25 médicos na primeira semana de agosto de 1949. Nessa reunião, concordaram em realizar um encontro anual realizado em diferentes lugares dos EUA/Canadá, que serviria como um aditivo desejável à sua assiduidade as reuniões em seus Grupos base regulares para o restante do ano, e se definiram comoMédicos Internacionais em A.A.- IDAA

A Loners/Internationalist Meeting- LIM, ou Reunião para Solitários-Internacionalistas (RSI), é um boletim bimestral confidencial, enviado para Solitários, Residentes, Internacionalistas, Padrinhos de solitários e Contatos de Porto. O boletim contém trechos de cartas de membros LIM e inclui nomes completos e endereços. LIM é distribuído unicamente para os membros acima mencionados que precisam de confidencialidade da partilha pessoal por meio de correspondência.
Um membro da equipe do ESG coordena o serviço de correspondência dos Solitários, Residentes e Internacionalistas que é aberto aos membros de A.A. listados numa das categorias abaixo.
 
Categorias:
1)      Solitários: são membros de A.A. que residem ou trabalham em zonas isoladas onde, numa distância razoável, não há reuniões de A.A.
2)      Residentes: são membros de A.A. que estão confinados em suas residências devido a enfermidade ou impedimento físico
3)      Internacionalistas: são membros de A.A. trabalhando em navios de mar por longos períodos.
4)      Contato de Porto: é um membro de A.A. disposto a servir de contato para Internacionalistas quando da sua chegada aos portos.
5)      Padrinho de Solitários: é um membro de A.A. com presença ativa nas reuniões de A.A. locais e compartilha as experiências e atividades desses grupos com Solitários, Residentes e Internacionalistas por meio de correspondência.
 
Obs.: um padrinho de solitários não é um Solitário ou um “padrinho” no sentido tradicional de A.A.
Para participar, um membro de A.A. precisa:
 
1)      Ler e escrever em inglês.
2)      Fornecer um endereço permanente para correspondência.
3)      Estar disposto a compartilhar suas experiências, forças e esperanças através de correspondência. A maioria dos membros LIM se corresponde via correio postal, mas também podem fazê-lo via correio eletrônico.
 
Para receber o Boletim confidencial bimestral Reunião Solitários-Internacionalistas (LIM), o Box 4-5-9 além do Diretório anual de Solitários, Residentes, Internacionalistas, e listas de membros LIM, publicados pelo GSO, os membros de A.A. interessados que se enquadram nas categorias LIM, deverão entrar em contato com o Escritório de Serviços Gerais, PO Box 459, Grand Central Station, New York, NY 10163, ou correio eletrônico: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
LIM começou através dos esforços do Capitão Jack S., um marinheiro que encontrou a sobriedade em A.A. e para mantê-la compreendeu que precisava se corresponder com outros membros da Irmandade.
 
Inicialmente, o Capitão Jack procurava contatos nas cidades portuárias. Numa carta datada em 28 de março de 1946, o Capitão Jack solicitou ao ESG informações a respeito de contatos porque ele estava “anda no mar, em um navio petroleiro onde tenho servido por dez anos. Tenho alguns contatos em terra com membros de A,A, e somente posso cofiar no livro e no andar de cima”. Então, um membro do pessoal do ESG enviou uma lista de contatos nos portos e cidades nas quais poderia chegar e o encorajou a escrever para outros membros trabalhadores no mar, e foi o que ele fez.

Gays and Lesbians in Alcoholics Anonymous

Em 1947, três homens de Boston pediram a opinião de Bill W., a respeito de iniciarem reuniões exclusivas para homossexuais naquela cidade. Bill perguntou-lhes se, nessas reuniões, estariam também dispostos a receber qualquer alcoólico que os procura-se em busca de sobriedade. Diante da resposta afirmativa, Bill W., disse-lhes, “então vão em frente”. E assim, em San Francisco, em 1967, alguns setores manifestaram sua vontade de criar um Grupo para homossexuais. Formou-se, então o primeiro Grupo para gays numa sala de uma Igreja Episcopal, no centro de San Francisco.
 
O primeiro Grupo indígena nos EUA foi iniciado em Oneida, Wisconsin, em 1953; atualmente é conhecido como Grupo de Hobart. Em uma carta recebida por

Hazel R., em 1966, o GSO comunicava a existência de 26 Grupos indígenas nos EUA e 11 no Canadá. Em 1985, este número já se aproximava de 100.

O primeiro Grupo especificamente para agnósticos aconteceu, oh, ironia, numa igreja. Na Igreja Unitária Universalista, em Chicago. Isso foi no dia 7 de janeiro de 1975. Seu fundador, Don W., agnóstico, era membro de A.A. desde 1970 e foi convidado a proferir uma

palestra no outono de 1974 à qual deu o título “Um agnóstico em A.A. Como funciona para mim”. Ele definiu seu agnosticismo muito simplesmente: "Eu nunca poderia acreditar em um Deus suficientemente pequeno para caber dentro da minha cabeça". A palestra fez tanto sucesso que lhe foi pedido para repeti-la em outras filiais daquela Igreja. Um dos ministros o encorajou a iniciar reuniões de A.A. especialmente para agnósticos e ateus e para isso estava cedendo um espaço naquele local. 

O primeiro Grupo credenciado para idosos parece ter começado em

1978, em North Hollywood, Califórnia. Nas últimas décadas surgiram em todo o país muitos outros Grupos, “mais de 60”, “anos dourados”, “idosos sóbrios”, “melhor idade” etc. Atualmente esses Grupos e reuniões atendem pela sigla SIS – Seniors In Sobriety, ou algo como Idosos Em Sobriedade, ou ainda, Idosos Sóbrios. APrimeira Conferência Anual de Idosos Sóbrios foi realizada em Kona, Havaí, em maio de 2005.

 
NO BRASIL
N.T.: A edição do livreto “O Grupo de A.A. ...Onde Tudo Começa” publicada pelo CLAAB - Revisão Fev. 1980 – reimpressão 08/92 autorizada pelo A.A.W.S (Serviços Mundiais de A.A.), na sua página 40/4/1 dizia: “Por outro lado, existem Grupos de propósitos especiais – para homens, mulheres, homossexuais, jovens, médicos, padres, surdos etc., que realizam reuniões dedicadas exclusivamente à recuperação do alcoolismo, conforme o programa de A.A. propõe”.
A Conferência de Serviços Gerais de 1995, realizada em Santos, SP, a Comissão de Normas e Procedimentos emitiu a Recomendação N° 12 nos seguintes termos:
“Que as Reuniões de Propósitos Especiais continuem como tal, isto é, não podendo transformar-se em ‘grupos’ e sejam incentivadas e apoiadas pelos grupos e órgãos de serviço estaduais e locais, a fim de garantir o pleno acesso ao nosso Programa da Recuperação às mulheres, jovens, homossexuais e outros segmentos vítimas de discriminação pela sociedade”.
 
As edições do livreto “O Grupo de A.A. ...Onde Tudo Começa”, publicadas no Brasil posteriores a 1995 – incluindo a edição revisada em 2012, (Junaab, código 205, R$ 10,00) excluíram o parágrafo referente aos Grupos “especiais”.
 

Contribuições Voluntárias

de Membros de A.A.

“Todos os grupos de A.A. deverão ser absolutamente auto-suficientes, rejeitando quaisquer doações de fora.”  Nenhuma outra tradição de A.A. nasceu tão ..
  Contribuintes : 59

Plano de Aniversário

R$ 1,00 por dia x 365 dias no ano. R$ 365,00 em 12x no cartão = R$ 30,42 ao mês   Gratidão ..
  Contribuintes : 6