acessibilidade texto


. . .

Portuguese Portuguese

Amigo Anônimo

aanonimoui

Aanonimo

"Livro Azul" - Nenhum outro é como ele.

Olá 

Esperamos não causar-lhe impressão de presunção da nossa parte por desejar apresentar-lhe, desta vez, nosso primeiro e principal livro, cujo título coincide com o nome do movimento que veio a transformar-se na Irmandade mundial de Alcoólicos Anônimos. Somos suspeitos para falar-lhe sobre ele, por isso, começamos mencionando que o Congresso dos Estados Unidos considera-o como um dos 80 livros que ajudaram a formar a cultura do povo norte-americano.

De fato, nós o amamos e desejamos compartilhar com você a saga da sua produção e existência. Em meados de 1938, nossos cofundadores e demais pioneiros conceberam a ideia de um livro que descrevesse objetivamente como superaram seu alcoolismo. Uma vez aprovada, Bill W. foi encarregado da escrita do texto, que passou a ser submetido aos dois grupos então existentes (em Akron e Nova Iorque), tornando-se objeto de intensas e prolongadas divergências, tensões, dúvidas e embates entre os membros então chamados de conservadores — que desejavam um livro essencialmente religioso — e os progressistas — que pretendiam dar-lhe um teor psicológico, capaz de interessar, também, a alcoólicos ateus, agnósticos e de quaisquer outros perfis humanos.

Uma vez esboçado, o texto foi mimeografado e enviado a 400 profissionais não alcoólicos de múltiplas áreas e nacionalidades: medicina, direito, administração, comunicação, religiões (ocidentais e orientais). Estes rabiscaram suas cópias até eliminar “qualquer brecha à racionalização alcoólica”, ou seja, até que seu estilo e linguagem fossem considerados suficientemente abertos para alcançar o coração de qualquer alcoólico ainda sofredor, fosse qual fosse sua cultura, personalidade, classe social, etnia, orientação sexual, idade, escolaridade, filiação política ou valores éticos.

O livro começa com a mensagem de um renomado psiquiatra à época; tendo como fio condutor a história de Bill W., narra, em capítulos, o desenvolvimento da doença alcoolismo, bem como dos Doze Passos pelos quais os pioneiros passaram a construir um modo de vida sóbrio, fraterno, coletivo e útil; dedica especial atenção aos agnósticos e ateus; detalha sutilezas do trabalho com outros alcoólicos, tido como crucial para a manutenção da própria sobriedade; dirige-se aos familiares e empregadores, de um modo que hoje seria chamado de proativo e propositivo, com sugestões até hoje utilizadas em programas corporativos de tratamento e reinserção social; e traz, ao final, a história do Dr. Bob S.

Chegado o momento de sua confecção e não havendo dinheiro para tal, foi preciso torna-lo um empreendimento no qual pessoas pudessem ser convidadas a investir enquanto acionistas, bancando antecipadamente seus custos de produção, mediante uma promessa de lucros futuros. Felizmente, uma lúcida e providencial ajuda externa permitiu que os pioneiros contornassem tal perigosa armadilha, resgatando e saldando cada ação vendida ao perceberem que precisariam ser, eles mesmos, editores do livro, prevenindo disputas futuras por direitos autorais.

Quando, afinal, foi impresso, precisou aguardar longos meses e algumas divulgações não muito bem sucedidas, até que um minucioso artigo de jornal resultasse em milhares de pedidos de ajuda e aquisição, enquanto membros viajantes da nascente Irmandade passaram a carregá-lo consigo aonde quer que fossem, ofertando-o a potenciais novos AAs de outras localidades, nacionalidades e diversidades, que padeciam das mesmas angústias e sonhavam com saídas feitas da mesma essência: esperança, honestidade, liberdade, simplicidade, sentido, utilidade, responsabilidade, felicidade.

A partir daí, a jornada do livro Alcoólicos Anônimos se tornou uma eletrizante e interminável aventura, cravada de encontros providenciais, resgates, vidas salvas, famílias reunidas, trajetórias produtivas e significativas, formação de grupos ao redor de todo planeta, compostos por almas livres, alegres e úteis à vida em sua mais alta concepção.

Atualmente com quase 80 anos de existência, esse bondoso velhinho deixou rebentos por todo lugar e sua descendência ultrapassa 35 milhões de exemplares, impressos em mais de 60 idiomas, contando com um Fundo Internacional dos AAs para sua pronta tradução em qualquer outra língua ou dialeto onde haja um ou mais alcoólicos desejando o que alcançamos. Tem recebido prêmios, reconhecimento público e gratidão eterna de AAs de sucessivas gerações, mas permanece o mesmo, servindo ao propósito único da Irmandade cujo nome carrega.

Recentemente, um lote de exemplares foi adquirido por uma secretaria estadual para abastecer bibliotecas locais, num tipo de ação que pode vir a ser de interesse do poder público municipal, estadual e federal em áreas diversas.  Acreditamos, também, que o livro poderia ser útil na formação e no exercício profissional do vasto e multidisciplinar campo de enfrentamento ao alcoolismo. Caso seja do seu interesse, este livro, que tem afetado positivamente milhões de vidas humanas, poupando outros milhões de dólares ou reais em custos decorrentes do alcoolismo ativo, encontra-se disponível em nossa Loja Virtual, em Loja Virtual.

Fraternamente,
Junta de Serviços Gerais de Alcoólicos Anônimos do Brasil

Obs.: o texto acima reproduz parcialmente artigo com o mesmo título entre aspas, de autoria anônima, publicado na Revista Vivência, edição n° 168 (Jul/Ago/2017), págs. 09-10.

Literatura Digital em eBook