acessibilidade texto


. . .

Portuguese Portuguese

Amigo Anônimo

aanonimoui

Os Doze Conceitos para o Serviço Mundial 

Box 4-5-9, Outono 2011 (pág. 1-2)=> http://www.aa.org/lang/sp/sp_pdfs/sp_box459_fall11.pdf

Título original: “Los Doce Conceptos para el servicio mundial de A.A.”.

‘Operações diferentes, devem ser agrupadas e administradas separadamente, cada uma com seu próprio pessoal e equipe de trabalho’.

‘Devemos evitar a excessiva concentração de dinheiro ou de influência pessoal em qualquer grupo ou entidade de serviço. Em cada nível de serviço a autoridade deve ser igual à responsabilidade’.

Estas e outras postulações similares definem as relações de trabalho e podem ser amigáveis, porém eficientes”. Adotados pela Conferência de Serviços Gerais de 1962, os Conceitos têm sido uma força “entre bastidores “orientadora no desenvolvimento da Irmandade em seus trabalhos encaminhados a alcançar os alcoólicos de todas as partes do mundo. Dado o alcance de A.A. e seus serviços vitais, é importante conhecer e compreender como funciona a estrutura de serviço e como chegou a ser o que atualmente é, e que, da mesma maneira que os Passo se as Tradições, os princípios encarnados nos Doze Conceitos, tais como o “Direito de Decisão”, o “Direito de Participação” e o “Direito de Apelação” foram forjados na experiência de A.A.

De acordo com Martha C., antiga Custódia de Serviços Gerais, “Você e eu sabemos quem tem a autoridade final para os serviços mundiais; qual a relação entre os Custódios e as corporações de serviços; o que fazemos para atuar equitativamente se alguém está em desacordo com a maioria; qual a relação entre a Conferência e a Junta de Custódios; porquê é importante para nós contar com uma boa direção rotativa; porquê nenhuma ação da Conferência deverá ser punitiva para pessoas nem provocar controvérsia pública...

Os Conceitos contribuem para assegurar a unidade de A.A. e produzem em nós um belíssimo efeito: no liberam, a você e a mim, para que possamos focar nossa atenção em realizar o objetivo primordial da nossa Irmandade.

Então, em certo sentido, os Conceitos nos ajudam a levar a sobriedade ao alcoólico que precise de nossa ajuda onde quer que se encontre neste mundo”. Em um artigo sobre os Conceitos, Sam S., um antigo Delegado do sul da Flórida, comentou sobre a importância perene que eles têm para o bem-estar geral de A.A. e que os princípios em que estão baseados são inerentes aos membros de A.A. mesmo tendo, ou não, um conhecimento específico sobre eles.

“Eles nos dizem que nunca devamos ser ávidos por dinheiro ou poder, que somos todos iguais, que devemos tomar decisões, se possível, somente quando estamos de acordo, que nossas ações não devem ser prejudiciais, que sempre devemos atuar como servidores de confiança. Estes são os guias para as relações entre a Conferência e a Irmandade como um todo; porém, servem também como guias para qualquer Grupo de A.A. onde quer que se encontre, por meio dos quais pode trabalhar com eficácia para proteger nossa Irmandade a fim de que os que ainda estão pó vir a encontrem saudável e segura.

Os Conceitos não deixam apenas traçadas com extrema clareza as linhas de comunicação, mas, também nos oferecem métodos e formas de comunicação que refletem a preocupação, a confiança, o amor, o respeito mútuo e o reconhecimento da dignidade de cada pessoa que caracterizam a Irmandade de A.A.

Percebemos que nossos Conceitos são a base espiritual de todos os serviços mundiais de A.A.”.

Literatura Digital em eBook