acessibilidade texto


. . .

Portuguese Portuguese

Amigo Anônimo

aanonimoui

Reverendo Samuel Shoemaker (1893 -1963)

Grapevine, Fevereiro de 1967.Por Bill W.

O Dr. Shoemaker era uma dessas pessoas indispensáveis para A.A. Se ele não se houvesse ocupado tanto de nós em nossos primeiros dias, nossa Irmandade hoje não existiria.

Portanto, sua recém publicada biografia, intitulada “I Stand by the Door”, algo como, “Espero na Porta”, tão bem redigida por sua esposa Helen, é um símbolo comovedor da grande dívida que temos para com ele e para enriquecer nossa compreensão desse magnífico amigo.

Para começar, permitam-me que familiarize as novas gerações com o “Sam” que os mais velhos conhecemos tão bem nos primeiros dias de A.A.e nos anos posteriores. Com este fim, gostaria de falar da sua presença na Convenção Internacional de 1955, realizada em St. Louis. Menciono as seguintes palavras de nosso livro de história “A.A. Atinge a sua Maioridade” – Junaab,código 101. “O Dr. Sam não demonstrava ser nem um dia mais velho do que quando o conheci há vinte e um anos, em seu dinâmico Grupo da casa paroquial do Calvário em Nova York. Quando começou a falar, produziu-nos ali reunidos no Auditório Kiel, o mesmo impacto que havia produzido em Lois e em mim anos antes.

Como sempre, chamava o pão de pão e o vinho de vinho; seu ardente entusiasmo, sua sinceridade e sua transparência diáfana serviam para reforçar o efeito de sua mensagem.

Apesar de todo seu brio e eloquência, Sam nunca perdeu o bom senso. Era um homem que nunca vacilava para falar de seus próprios pecados. Apresentou-se como testemunha do poder do amor de Deus, tal como o teria feito qualquer membro de A.A.

A presença de Sam diante de nós era outra evidência de que a Providência havia se utilizado de muitos canais para criar Alcoólicos Anônimos. E nenhum mais visivelmente necessário que o canal aberto por Sam Shoemaker e seu Grupo de Oxford na geração anterior.

Os princípios de auto-exame, o reconhecimento dos defeitos de caráter, de reparações pelos danos causados e dos trabalhos com outros, adotados pela Irmandade em seus primórdios, nos vinham direta e exclusivamente do Grupo de Oxford e de Sam Shoemaker, seu líder na América do Norte naquela época.

Aparecerá sempre em nossos anais como a pessoa cujo exemplo e ensinamentos contribuíram muito para criar o clima espiritual no qual os alcoólicos podiam sobreviver e se desenvolver.

A.A..tem uma dívida eterna de gratidão para tudo o que Deus nos enviou através de Sam e seus amigos dos dias de infância de A.A. ”Creio que qualquer pessoa que leia o livro de Helen Shoemaker “I Stand by the Door”, será uma pessoa melhor depois de tê-lo feito. Este relato vívido e comovedor de Sam em sua vida privada, em seu trabalho pastoral e em sua vida pública nos oferece um amplo e detalhado retrato de um dos melhores seres humanos de nossos tempos.

Transcrito do livro “A Linguagem do Coração”,pag. 445-446. Junaab, código 104.

 

Literatura Digital em eBook