. . .

Este site usa cookies

Como a maioria dos sites, Alcoólicos Anônimos (BR) usa cookies. Para oferecer um serviço personalizado e ágil e para melhorar o site, lembramos e armazenamos informações sobre como você o usa. Isso é feito usando arquivos de texto simples chamados cookies que ficam no seu computador. Ao usar este site, você concorda com este princípio. Só será pedido uma vez. Para limpar cookies no computador siga as instruções

1969 11 A publicação do livro"Alcoólicos Anônimos" no Brasil

Ao que parece a concessão só veio em fins de 1968, quando Gilberto, um AA brasileiro, funcionário da ONU e residente em Nova York, passando férias no Rio de Janeiro tomou conhecimento através de Dorothy N.– uma AA do Rio e cofundadora junto com Donald L. do primeiro Grupo de A.A. em língua portuguesa no Estado de São Paulo – o Grupo Sapiens, quem lhe disse que em São Paulo o companheiro Donald L. estava traduzindo o Big Book(Alcoholics Anonymous)para o Grupo Sapiens – cofundado pelos dois, e o considerava capacitado para fazer a tradução do livro para o Brasil. De volta a Nova York, Gilberto intermediou as negociações entre A.A. World Services Inc. -  A.A.W.S., órgão detentor dos direitos autorais da literatura oficial de A.A., e Donald para fazer a tradução oficial do Big Book. A.A.W.S. autorizou a tradução dos onze primeiros capítulos dizendo-lhe ser necessária a formação de um comitê de tradução, e informando-lhe que a impressão não poderia ser feita no Brasil, mas, após análise, em Nova York.

Em1966, Donald L.um AA de São Paulo, começou a traduzir o livro "Alcoholic Annonymous" para o português.

A seguir algumas das condições impostas para a distribuição do livro no Brasil:

  1. Que fosse instalado no Brasil um Centro de Distribuição de Literatura (operacional)
  2. Que o livro fosse vendido no varejo ao preço unitário de U$ 2.00, (dois dólares americanos), aos membros e U$1.75, aos Grupos.
  3.  Que quando fosse criado o Escritório de Serviços Gerais de A.A. no Brasil, o Centro de Distribuição de Literatura passasse a se constituir parte integrante daquela organização de serviços.
  4. Que, uma vez aprovada a proposta em questão, fosse a operação considerada “em confiança”, assumindo todos os participantes da negociação total responsabilidade, como sendo os representantes de todos os membros de A.A. no Brasil.

Aceitas estas condições, foi liberado o direito de edição e publicação, em português, de 2.000 (dois mil) exemplares do livro Alcoholics Anonymous, ao custo financiado de U$ 2,000.00 (dois mil dólares americanos). Para esta concessão,válida para os próximos cinco anos,o A.A.W.S., Inc., estabeleceu ainda as condições:

  1. a)  Remessa mensal ao A.A.W.S. de U$ 0.82 (oitenta e dois centavos de dólar), por cada livro vendido ou distribuído.
  2. b)  Advertência expressa no livro de que os direitos autorais pertencem ao A.A.W.S. (A.A. World Services, Inc. -Serviços Mundiais de A.A.),e proteção integral quanto ao citado direito.
  3. c)  . NotificarA.W.S. no caso de não serem vendidos os 2.000 exemplares.

A primeira edição do livro "Alcoólicos Anônimos "ou" Livro Azul”, como aqui passou a ser conhecido, foi publicada em novembro de 1969 e foi uma tradução da Segunda Edição do livro homônimo em inglês publicada em 1955.

O atendimento às condições impostas para a concretização do empreendimento para a publicação do “Livro Azul”, fez com que a Estrutura de Serviços no Brasil decolasse.

Lembrete: A última frase do primeiro Preâmbulo de A.A., adotado em 1940 (o atual, data de 1947), dizia: “Se você ainda não tem o livro Alcoólicos Anônimos (Livro Azul), adquira-o. Leia-o, estude-o, viva-o, empreste-o, divulgue-o e aprenda com ele o que significa ser membro de A.A.".

CAHist – Comitê de Arquivos Históricos da Junaab