. . .

Este site usa cookies

Como a maioria dos sites, Alcoólicos Anônimos (BR) usa cookies. Para oferecer um serviço personalizado e ágil e para melhorar o site, lembramos e armazenamos informações sobre como você o usa. Isso é feito usando arquivos de texto simples chamados cookies que ficam no seu computador. Ao usar este site, você concorda com este princípio. Só será pedido uma vez. Para limpar cookies no computador siga as instruções

1969 09 A criação do CLAAB

Embora a Irmandade de Alcoólicos Anônimos tenha se instalado no Brasil formalmente com o registro consensual do primeiro Grupo de A.A., o Grupo Rio de Janeiro, na cidade do Rio de Janeiro – à época Capital da República, em 05 de setembro de 1947, a estrutura formal nos moldes da Estrutura Mundial de A.A., somente teve início em 1969 com a concessão da autorização para a tradução, publicação e distribuição do livro Alcoólicos Anônimos e a criação de um órgão de serviço nos moldes da estrutura orientada pelos Serviços Mundiais de A.A.–A.A.W.S. Este órgão de serviço recebeu o nome de Centro de Distribuição de Literatura de A.A. para o BrasilCLAAB, e foi criado em 20 de setembro de 1969, em São Paulo, como uma Sociedade Civil de natureza literária.

Em 29 de fevereiro de 1976, durante o Terceiro Conclave Nacional, em São Paulo, reuniram-se os membros do Conselho Diretor do CLAAB e mais 29 Delegados representando 16 Estados e criaram a Junta Nacional de Alcoólicos Anônimos do Brasil (atual Junta de Serviços Gerais de A.A. no Brasil) – Junaab.

A Junaab é uma Sociedade Civil sem fins lucrativos, cujo propósito primordial é o de promover a unidade e a continuidade da Irmandade de Alcoólicos Anônimos no Brasil, sendo apenas um órgão de Prestação de Serviços, e seu Estatuto dispunha que seus órgãos seriam: 1) – uma Assembleia Geral, composta pelos Delegados Estaduais, denominados “Membros da Junta"(em 1977, Conferência de Serviços Gerais – CSG); 2) - uma Diretoria escolhida pela Assembleia Geral dentre os Delegados Estaduais e, 3) o CLAAB, como órgão executor dos Serviços Gerais de A.A. no plano nacional, funcionando como Escritório de Serviços Gerais - ESG e como órgão executivo da Junaab no Brasil, da qual é subordinado. Ao CLAAB compete:

  • Publicar e distribuir em todo o terri­tório nacional, devidamente traduzida para o português, a literatura aprovada pela CSG conforme autorização de “Alcoholics Anonymous World Ser­vices, Inc. (AAWS) ”, proprietária dos direitos autorais;
  • Resguardar os direitos autorais de AAWS em todo o território nacional;
  • Promover quaisquer atividades que te­nham por objetivo a unidade e a continuidade da Irmandade de A.A. no Brasil;
  • Promover, enfim, a mais ampla divulgação do programa de A.A. para a recuperação de alcoólicos, estabelecendo e mantendo sólidas atividades de relações públicas no trato com a imprensa escrita, falada e televisada e outros meios de comunicação, bem como com as autoridades constituídas e qualquer órgão interessado no problema do alcoolismo, sem, todavia, se filiar a nenhum deles.

No final de março de 1980, a Comissão de Política e Admissões da 4ª CSG realizada em Porto Alegre, recomendou o desmembramento Administrativo, Físico e Financeiro do CLAAB/ESG, ficando o CLAAB apenas como distribuidor de literatura de A.A. para o Brasil, enquanto o ESG assumiu, de fato, os Serviços Gerais (Executivo) de A.A. em nível nacional.

Em 1995, a 19ª CSG, realizada em Santos-SP entre os dias 12 e 16 de abril, aprovou a reestruturação da Junaab, a qual incluiu a extinção do CLAAB (a baixa definitiva na Receita Federal, se deu apenas em 15/02/2015) sendo seus bens incorporados à Junta. O ESG e o Comitê de Literatura, que teve suas funções ampliadas, passaram a cuidar da revisão e edição de nossos livros. Posteriormente seria criado o atual CPP -Comitê de Publicações Periódicas –um Comitê de Assessoramento da Junaab para a função editorial da revista Vivência e dos boletins informativos Junaab Informa e BOB Mural.

CAHist – Comitê de Arquivos Históricos da Junaab