acessibilidade texto


. . .

Portuguese Portuguese

Amigo Anônimo

aanonimoui

1954 10 A criação da Junta de Serviços Gerais de A.A.

"A Junta de Serviços Gerais (os Custódios) é o braço principal de serviço da Conferência e seu caráter é essencialmente de custódia... Com exceção de decisões sobre assuntos de política, finanças ou a Tradição de A.A. que possa afetar seriamente a Irmandade em sua totalidade, a Junta de Serviços Gerais tem liberdade total de ação na direção rotineira dos assuntos de política ou de negócios dos serviços incorporados de A.A.…"extraído da Ata da Constituição da Conferência.

A Junta de Serviços Gerais é constituída por um Grupo de servidores de confiança – os Custódios, composta por alcoólicos e não alcoólicos que elegem seus próprios sucessores, ficando a eleição, entretanto, sujeita à aprovação da Conferência ou de um Comitê da mesma.

Os Custódios de Alcoólicos Anônimos ocupam-se de tudo que possa afetar a saúde e o desenvolvimento da Irmandade dentro e fora dela. Entretanto, em conformidade com a Ata de Constituição da Conferência, seus deveres são essencialmente de custódia. Quando há necessidade de tomar uma decisão sobre a política geral da Irmandade, os Custódios sempre acorrem à Conferência. Devido a que os Custódios são membros da plenária da Conferência, participam das suas decisões como membros individuais, e não como Grupo.

A Junta de Serviços Gerais, estabelecida com este nome em outubro de 1954 pela Conferência de Serviços Gerais, é a sucessora da Fundação do Alcoólico criada em 1938 por Bill W. e pelo Dr. Bob e dissolvida em 1951 por ocasião da Primeira Conferência de Serviços Gerais –

Ver em:https://www.aa.org.br/membros/comites/cahist/organizacao-historia/primeira-conferencia

Em 1951, ano da primeira Conferência de Serviços Gerais, a Junta era composta por oito Custódios não alcoólicos e sete Custódios alcoólicos. Desde sua formação, houve duas mudanças importantes na composição da Junta. A primeira mudança aconteceu em 1962 quando, em decorrência do crescimento da Irmandade, foi necessário incorporar membros de A.A. com experiência de serviço em diversas Áreas dos EUA e Canadá para ampliar a base dos serviços. Naquele então, foi aprovado o aumento do número de membros da Junta para poder incorporar alguns Custódios vindos de Estados e Províncias fora da Cidade de Nova York. Em 1966 foi feita a segunda mudança importante. Desde o começo houve uma maioria (de um) de membros não alcoólicos na Junta. Pela metade da década de 1960, A.A. tinha acumulado uma sólida experiência em dirigir seus próprios assuntos e conseguiu elaborar um método prático para conseguir a participação de custódios que residiam a certa distância de Nova York. A configuração atual é composta por sete Custódios não alcoólicos (mandato de seis anos) e 14 alcoólicos (mandato de quatro anos), ou seja, estabeleceu-se uma maioria de 2/3 de custódios alcoólicos.

A Junta de Serviços Gerais de A.A. no Brasil

Em 29 de fevereiro de 1976, durante o Terceiro Conclave Nacional, em São Paulo SP, reuniram-se os membros do Conselho Diretor do CLAAB e mais 29 Delegados representando 16 Estados, e criaram a Junta Nacional de Alcoólicos Anônimos do Brasil – JUNAAB.

Na 8ª Conferência de Serviços Gerais, em 1984, em Blumenau, que deu posse à Junta de Custódios, a JUNAAB deixa de se denominar Junta Nacional de Alcoólicos Anônimos do Brasil, para se chamar Junta de Serviços Gerais de Alcoólicos Anônimos do Brasil. Por ser difícil a pronúncia de JSGAAB, optou-se por mudar o nome e manter a palavra Junaab, mais fácil de pronunciar e já conhecida de todos os membros. A atual Junta de Custódios no Brasil é composta por 14 membros: quatro não alcoólicos (mandato de quatro anos com possível reeleição) e dez alcoólicos (mandato único de quatro anos). (Ver Cap. VI do Manual de Serviço de A.A.– Junaab, código 125).

CAHist – Comitê de Arquivos Históricos da Junaab