. . .

Este site usa cookies

Como a maioria dos sites, Alcoólicos Anônimos (BR) usa cookies. Para oferecer um serviço personalizado e ágil e para melhorar o site, lembramos e armazenamos informações sobre como você o usa. Isso é feito usando arquivos de texto simples chamados cookies que ficam no seu computador. Ao usar este site, você concorda com este princípio. Só será pedido uma vez. Para limpar cookies no computador siga as instruções

q) 1991 - 1992 Comissão de TCO

Recomendações aprovadas

Texto:

1991, Santos-SP, 15ª CSG

Recomenda:

  • 1.-A revisão do texto do TCO, visando a correção de impropriedades, falhas conceituais e redatoriais. Aprovada por unanimidade.
  • 2.-A alteração da sigla da publicação TCO para TO, tendo em vista que preposição não forma sigla e que "Trabalhando Com os Outros" já é uma denominação corrente à Irmandade, além de traduzir com propriedade a natureza do trabalho sugerido. Aprovada por unanimidade.
  • 3.-Que seja tornada nula a atuação prevista na publicação em relação à mala direta. Aprovada por unanimidade.
  • 4.-Às Áreas que, em cada Distrito, em consonância as CENSAAs e ISAAs, promovam a criação do Comitê do 12º Passo respeitadas as realidades locais. Aprovada pela maioria.
  • 5.-Que as Reuniões Públicas tenham a duração máxima de uma hora e trinta minutos (1:30); comecem pontualmente no horário estabelecido e que seu Coordenador, depoente e convidados sejam previamente escolhidos e consultados: que sejam realizadas dentro do protocolo oficial, uma vez que nessas reuniões Alcoólicos Anônimos está sendo avaliada pela sociedade como um todo. Aprovada pela maioria.
  • 6.-Que não seja utilizada na divulgação da Irmandade, sob pretexto algum, a literatura não oficial (paralela). Aprovada por unanimidade.
  • 7.-A não criação de Grupos na forma tradicional dentro de recintos de Instituições de Tratamento, Correcionais e empresas, para que seja preservada a auto nomia da Instituição e obedecidos os preceitos da Irmandade. Aprovada por unanimidade.
  • 8.-A realização, quando solicitadas, de palestras, e trabalhos de esclarecimentos nas Instituições e que estas tarefas sejam realizadas por companheiros habilitados e indicados em conjunto pelas áreas e CENSAAs. Aprovada pela maioria.
  • 9.-Que a divulgação da Irmandade, através dos meios disponíveis, se faça com a participação dos Órgãos de Serviços formais existentes nas Áreas e de conformidade com a literatura oficial pertinente. Aprovada por unanimidade.
  • 10.-Que em Reuniões Públicas, sejam evitadas coletas, bem como homenagens a pessoas ligadas a Irmandade, vivas ou falecidas. Inclui-se nestas homenagens a entrega de fichas por tempo de sobriedade. Aprovada por maioria de votos.

 

1992, Brasilia-DF, 15ª CSG

Recomenda:

  • 1.-Que seja tornada nula a atuação prevista na publicação em relação à mala direta. Aprovada por unanimidade.
  • 2.-Às Áreas que, em cada Distrito, em consonância as CENSAAs e ISAAs, promovam a criação do Comitê do 12º Passo respeitadas as realidades locais. Aprovada por unanimidade.
  • 3.-Que as Reuniões Públicas tenham a duração máxima de uma hora e trinta minutos (1:30); comecem pontualmente no horário estabelecido e que seu Coordenador, depoente e convidados sejam previamente escolhidos e consultados; que sejam realizadas dentro do protocolo oficial, uma vez que nessas reuniões Alcoólicos Anônimos está sendo avaliado pela sociedade como um todo. Aprovada por unanimidade.
  • 4.-Que em Reuniões Públicas, sejam evitadas coletas, bem como homenagens a pessoas ligadas a Irmandade, vivas ou falecidas. Inclui-se nestas homenagens a entrega de fichas por tempo de sobriedade. Aprovada por unanimidade.
  • 5.-A não formação de Grupos na forma tradicional dentro de recintos de Instituições de Tratamento, Correcionais e empresas, para que seja preservada a autonomia da Instituição e obedecidos os preceitos da Irmandade. Aprovada por unanimidade.
  • 6.-A realização,quando solicitadas para o trabalhos de esclarecimentos nas instituições, empresas e que estas tarefas sejam realizadas por companheiros habilitados e indicados em conjunto pelas áreas e CENSAAs. Aprovada por unanimidade.
  • 7.-Que a divulgação da Irmandade, através dos meios disponíveis, se faça com a participação dos órgãos de serviços formais existentes nas áreas e de conformidade com literatura oficial pertinente. Aprovada por unanimidade.
  • 8.-Que o Comité que cuida da divulgação de A.A. seja denominado CTO (Comité Trabalhando com Outros) e que esse Comitê seja formado por três Comissões, as quais se dê as seguintes denominações:
    • CCCP - Comissão de Cooperação com a Comunidade Profissional.
    • CI - Comissão de Instituições.
    • CIP - Comissão de Informação ao Público. Aprovada por unanimidade.
  • 9.-As Centrais, Intergrupais de Serviços e aos Comités de Distrito, onde não houver Órgão de Serviço legal, que seja dinamizado o trabalho de divulgação da Irmandade junto a empresas públicas e privadas. Aprovada pela maioria.
  • 10.-Que os Grupos orientem seus membros no sentido de evitarem trabalhos individuais, pertinentes a Informação Pública, ao Trabalho de Cooperação com a Comunidade Profissional e nas Instituições, procurando realizar esses trabalhos em conjunto com os organismos correspondentes, a fim de se evitar a informação du­pla ou incorreta. Aprovada por unanimidade.
  • 11.-Aos Órgãos de Serviços de A.A. e aos Grupos em geral que somente participem de trabalho de informação em hospitais psiquiátricos e em outras instituições onde haja interesse no trabalho do A.A. Aprovada por unanimidade.
  • 12.-A adoção, com as adaptações necessárias, do Plano de Informação Pública do México, constante do Relatório da VII Reunião Ibero-americana. Aprovada por unanimidade.
  • 13.-À Junta de Custódios, a constituição de um grupo de trabalho para que, até dia 30 de junho do corrente ano, realize a revisão do Manual T.O., levando em conta os trabalhos ate aqui realizados, inclusive o Plano de Informação Públi­ca do México, e que também autorize a referida Junta a providenciar junto ao CLAAB a sua imediata impressão e distribuição. Aprovada por unanimidade.