. . .

Este site usa cookies

Como a maioria dos sites, Alcoólicos Anônimos (BR) usa cookies. Para oferecer um serviço personalizado e ágil e para melhorar o site, lembramos e armazenamos informações sobre como você o usa. Isso é feito usando arquivos de texto simples chamados cookies que ficam no seu computador. Ao usar este site, você concorda com este princípio. Só será pedido uma vez. Para limpar cookies no computador siga as instruções

l) 1985 - 1990 Informação Ao Público

Recomendações aprovadas

Texto:

1985, São Paulo-SP, 9ª CSG

Recomenda:

  • 1.-Recomendamos que através dos Delegados, Centrais de Serviços e Intergrupais, Distritos e Áreas (onde houver), formem-se e se credenciem Comitês de Informação ao Público, tendo em conta o sugerido no XI Conceito, sob o título de “Comitê de Informações Públicas”. Aprovada por unanimidade.
  • 2.-Recomendamos centralizar o atendimento de qualquer informação solicitada pela imprensa falada, escrita ou televisada e, ainda, Instituições e Órgãos Governamentais, nos respectivos Comitês ou companheiros recomendados pelos Comitês. Aprovada por unanimidade.
  • 3.-Recomendamos que os recomendados (indicados) possuam em seu acervo de conhecimento qualificações que os credenciem ao trabalho proposto. Como citado no XI Conceito, o Serviço de Informações e Relações Públicas não se trata de tarefa para amadores e, portanto, o preparo reveste-se de condição absoluta para o desempenho. Aprovada por unanimidade.
  • 4.-Recomendamos que o trabalho dos companheiros nesta tarefa, que representa para a Irmandade de A.A. no Brasil o espelho da eficácia, a 5ª Tradição e o 12º Passo, razão primordial de nossa existência, será de responsabilidade primeira dos encarregados destes Comitês. Aprovada por unanimidade.

 

1986, João Pessoa-PB, 10ª CSG

Recomenda:

  • 1.-Recomendamos que as Centrais de Serviços utilizem o documento “P.I. Workshop” no trabalho de transmitir a mensagem ao público em geral. Recomendamos que o ESG forneça à Central de Serviços, um documento em forma de folheto a ser impresso e vendido num espaço de 60 dias. Aprovada por unanimidade.
  • 2.-Recomendamos que a implantação das sugestões contidas no documento mencionado seja acompanhada pelos Delegados Estaduais ou por quem a Junta delegar a referida responsabilidade. Aprovada por unanimidade.
  • 3.-Recomendamos que as dívidas surgidas no período de implantação sejam dirimidas pela JUNAAB (ESG). Aprovada por unanimidade.
  • 4.-Sugerimos o aproveitamento de aparelhagem de videocassete do ESG, na divulgação do A.A., através de filmes para reuniões públicas, palestras, etc. Aprovada por unanimidade.

Nota: Quando em plenário, os convencionais aprovarem por unanimidade a abolição das tiragens de Xerox dos documentos aludidos nesta Comissão, visto que o ESG iria proceder à impressão e distribuí-los aos Grupos.

 

1987, São Paulo-SP, 11ª CSG

Recomenda:

  • 1.-Recomendamos que a divulgação da Irmandade através dos meios de divulgação disponíveis se faça sob a orientação dos órgãos de Serviço formais existentes nas Áreas e de conformidade com a literatura oficial existente.
  • 2.-Recomendamos que as Áreas agilizem a implementação do Comitê de Informação ao Público – CIP, pelos Comitês de Áreas, onde existir, ou pelas CENSAA (s), sob a orientação dos Delegados de Área.
  • 3.-Recomendamos que a JUNAAB, através do ESG, exerça a orientação e acompanhamento do CIP das Áreas, fornecendo-lhes as informações existentes.
  • 4.-Recomendamos que não seja divulgada na divulgação da Irmandade, sob pretexto algum, a literatura não oficial (paralela).

 

1988, Curitiba-PR, 12ª CSG

Recomenda:

  • 1.-Que a divulgação de Irmandade através dos meios de divulgação disponíveis se faça sob a orientação dos Órgãos de Serviço formais existentes nas Áreas e de conformidade com a literatura oficial pertinente.
  • 2.-Que as Áreas agilizem a implantação do Comitê de Informação ao Público – CIP, pelos Comitês das Áreas, onde existir, ou pelas CENSAAs, sobe orientação dos Delegados de Área.
  • 3.-Que as Reuniões Públicas tenham duração máxima de uma hora e trinta minutos, comecem pontualmente no horário estabelecido e que seu Coordenador, depoentes e convidados sejam previamente escolhidos e consultados, bem como o protocolo oficial sirva de guia, uma vez que nestas exposições a Irmandade de Alcoólicos Anônimos está sendo avaliada pela comunidade como um todo.
  • 4.-Que não seja utilizado na divulgação da Irmandade, sob pretexto algum, a literatura não oficial (paralela).

PARECER:

A Comissão de Informação ao Público tendo lido, avaliado e discutido o Projeto conjunto de divulgação de A.A. acha por bem, no que diz respeito ao item CIP, respeitando o direito de outras Comissões, dar parecer favorável à sua agilização e consequente aplicações, tendo em vista que:

  • a)O referido Projeto torna homogênea a forma de divulgar a Irmandade de Alcoólicos Anônimos.
  • b)Utiliza meios de divulgação de fácil compreensão a nível de grande público.
  • c)Franqueia um largo campo de serviço a companheiros e companheiras interessados.
  • d)Dirime dúvidas quanto a procedimentos anteriormente aplicados.
  • e)Possibilita um controle mais eficaz por parte dos Órgãos de Serviços.

 

1989, Santos-SP, 13ª CSG

Recomenda:

  • 1.-Que as divulgações da Irmandade, através dos meios disponíveis, se faça sobre a orientação dos Órgãos de Serviço formais existentes nas Áreas e de conformidade com a literatura oficial pertinente.
  • 2.-Que as Áreas agilizem a implantação do Comitê de Informação ao Público – CIP pelos Comitês de Área, onde existirem, ou pelas CENSAAs, sob orientação dos Delegados de Área.
  • 3.-Que as Reuniões Públicas tenham duração máxima de uma hora e trinta minutos, comecem pontualmente no horário estabelecido e que seu Coordenador, depoentes e convidados sejam previamente escolhidos e consultados, bem como o protocolo oficial sirva de guia, uma vez que nestas exposições a Irmandade de Alcoólicos Anônimos está sendo avaliada pela comunidade como um todo.
  • 4.-Recomendamos que não seja utilizado na divulgação da Irmandade, sob pretexto algum, a literatura não oficial (paralela).

 

1990, Belem-PA, 14ª CSG

Recomenda:

  • 1.-Após minuciosa análise lo Relatório da Junta a comissão recomenda:a execução da proposta de trabalho apresentada no Relatório da Junta contida na página 13 da apostila da XIV Conferência de Serviços Gerais. Que sejam mantidas as recomendações 01, 32, 03 e 04, sendo que na recomendação nº 01, deverá ser substituída a palavra "orientação" pela frase "com a participação".
  • 2.-Que as Reuniões Públicas tenham a duração máxima de 01h30min, comecem pontualmente no horário estabelecido e que seu Coordenador, depoentes e convidados sejam, previamente, escolhidos e consultados. Que sejam realizadas dentro do protocolo oficial , uma vez que nessas reuniões a Irmandade de Alcoólicos Anônimos está sendo avaliada   pela sociedade como um todo.
  • 3.-Que não seja utilizada na divulgação da Irmandade, sob pretexto algum, a literatura não oficial (paralela).