acessibilidade texto


. . .

Portuguese Portuguese

Amigo Anônimo

aanonimoui

Aanonimo

d) 1977 - 2019 Literatura e Publicações

Texto:

1977, Recife-PE, 1ª CSG

Recomenda:

  1. Recomenda que o CLAAB, a fim de continuar publicando novos textos de literatura oficial de A.A, procure normalizar suas finanças, solicitando, para tanto, doações e outras contribuições de membros e Grupos de A.A.
  2. Lembramos aos Grupos ou membros de A.A. que, se desejarem distribuir literatura não oficial por conta própria, para verificar se atendem às normas que regem as publicações de A.A., poderão consultar o Centro de Distribuição de Literatura de A.A. – CLAAB, para o Brasil, antecipadamente.
  3. Recomendamos que o Escritório de Serviços Gerais publique um Boletim informativo de circulação nacional, para que todos os Grupos e companheiros mantenham-se atualizados a respeito da Irmandade.
  4. Consideramos oportuno que Alcoólicos Anônimos no Brasil possua a sua revista, a exemplo da “Grapevine” e “El Mensaje”. Para concretizarmos este objetivo, recomendamos aos Delegados Estaduais do Rio de Janeiro que elaborem um projeto, com análise de custos e possibilidades de implantação de uma nova entidade de A.A. no Brasil, para ser debatida na próxima Conferência de Serviços Gerais.
  5. Lembramos aos Delegados Estaduais - Membros da JUNAAB que, na qualidade de guardiões das Tradições de A.A., procurem preservar a literatura oficial da Irmandade, evitando, em seus Estados, o surgimento de publicações desautorizadas, através de esclarecimentos quanto aos danos de tais publicações, para a unidade de A.A. como um todo, utilizando-se sempre do dialogo e do debate franco em reuniões com os RSGs.
  6. Autorizamos o Escritório de Serviços Gerais, em caso de crítica pública à JUNAAB ou a alguns de seus órgãos, a apurar a origem, procedência e veracidade dos fatos alegados, a fim de que seus membros sejam informados a respeito e o assunto seja levado a debate na Conferência de Serviços Gerais, evitando o debate a nível público.
  7. Recomendamos a uniformização do emblema de A.A., conforme desenho abaixo, na seguinte ordem: RECUPERAÇÃO (1º Legado) - na base do triângulo;UNIDADE (2º Legado) - no lado esquerdo do triângulo e SERVIÇO (3º Legado), no lado direito do triângulo. Responsabilidade não é Legado, portanto, não deve ser colocada no emblema.
  8. Sugerimos aos Grupos de A.A. que escolham um “Responsável pela Literatura”, cuja função seria a de ajudar o Grupo a manter sempre um razoável estoque de literatura, organizando um “mostruário” com tudo o que se edita, a fim de que os membros e visitantes do Grupo estejam informados do que está disponível em termos de literatura oficial de A.A.
  9. Recomendamos aos companheiros que iniciarem as atividades de novos Grupos de A.A., que façam a comunicação oficial através de seu Delegado Estadual, a fim de que o Grupo receba sua cota de literatura gratuita e seja registrado no Escritório de Serviços Gerais, além de participar da Assembleia Estadual e outros Encontros Regionais, através de seu RSG.

 

1978, Belo Horizonte-MG, 2ª CSG

Recomenda:

  1. Recomendamos a publicação de “Os Doze Conceitos de Serviços Mundiais” e do “Manual de Serviços de AA” bem como das brochuras em quadrinhos “A História de José” e “A História de Maria” desde que tais lançamentos não tragam ao CLAAB condições financeiras impeditivas de reeditar os livros e folhetos de vital importância para os Grupos.
  2. Que seja aumentada a tiragem do “Boletim AA do Brasil” (BOB), a fim de atender a meta de 10.000 assinaturas que serão vendidas ao preço unitário de Cr$ 50,00 anuais. Entendemos, porém, que a quantidade objetivada pela Secretaria só poderá ser alcançada com a colaboração direta dos Delegados e RSGs, a quem recomendamos divulgar com entusiasmo o referido Boletim.
  3. Recomendamos aos Srs. Delegados que encaminhem ao CLAAB toda publicação, sem a devida autorização de A.A.W.S., da literatura de Alcoólicos Anônimos, mesmo em se tratando de reproduções parciais, no sentido de que se faça a competente apreciação e sejam tomadas as medidas cabíveis, se for o caso.

 

1979, São Paulo-SP, 3ª CSG

Recomenda:

  1. Sugerimos que as Centrais, Escritórios de Serviços Intergrupais e Comitês de Área criem um fundo destinado à compra de literaturas para usufruir do desconto de 15% concedido ao CLAAB, em função disto, vender as literaturas a preço de tabela.
  2. Recomendamos a tradução e publicação no Boletim “BOB” do folheto 60-30-10 (sobre contribuições).
  3. Sugerimos que as Centrais de Serviços, lntergrupais encaminhem subsídios em conteúdo (experiência) ao CLAAB para que no futuro seja confeccionado um folheto sobre as funções do RI.
  4. Recomendamos ao CLAAB, que continue alertando os Grupos através do “BOB”, a não utilização de trechos de literatura aprovada, através de boletins ou jornais, salvo quando solicitado previa autorização.
  5. Recomendamos ao CLAAB, que oriente aos companheiros que editarem boletins ou jornais para não utilizarem o termo de “Órgão Oficial do A.A.”, eis que somente a literatura aprovada pela Conferência pode utilizar essa terminologia.
  6. Recomendamos ao CLAAB, a atualização quanto ao número de membros recuperados através de A.A. no mundo é o de aproximadamente 2.000.000 em 34.000 grupos existentes.
  7. Sugerimos ao Presidente ou Secretário da Junta que seja encaminhada, através do Delegado Godinho, uma circular aos Grupos de Minas Gerais sobre as vendas de literaturas, chaveiros, panfletos e jornais de entidades alheias ao A.A., como sendo responsabilidade do Escritório de Serviços Gerais.

1980, Porto Alegre-RS, 4ª CSG

Recomenda:

1. DELIBERAÇÕES - Em se tratando de ura órgão de consulta,cabe regimentalmente, à Comissão de Literatura e Publicações: Examinar preliminarmente os assuntos relacionados com a literatura de AA. em geral e especial quando:

  1. Seu aspecto legal, em relação a Direitos autorais do CLAAB;
  2. A conveniência e oportunidade de edição de novos textos;
  3. Sobre publicações extraoficiais por Escritórios de Serviços, lntergrupais, por grupos de membros de AA., mediante recomendações;
  4. Sugerir à JUNAAB medidas a serem tomadas junto ao CLAAB, quanto à política de venda de literaturas, opinar sobre a qualidade gráfica das publicações.

2.DAS RECOMENDAÇÕES ANTERIORES:

  1. Recomendamos que o CLAAB, a fim de continuar publicando novos textos de literatura oficial de A.A., procure normalizar suas finanças, solicitando, para tanto, doações e outras contribuições de membros e Grupos de A.A.
  2. Lembramos aos Grupos de A.A. que se desejarem distribuir literatura não oficiai por conta própria, para verificar se atendem às normas que regem as publicações de A.A., poderão consultar o Centro de Distribuição de Literatura de A.A. pa­ra o Brasil antecipadamente.
  3. Recomendamos que a JUNAAB expeça carta a todos os Grupos brasileiros, pedindo para que repudiem qualquer literatura não oficial, não editada pelo CLAAB, enfatizando através de correspondência oficial a todos os RSGs no sentido de conscientizar os Grupos a não adquirir tais literaturas. Endereçar correspondência à A.A.W.S., pedindo sugestões quanto às medidas a serem adotadas. Que autorize desde já, através de carta, os Delegados no Rio de Janeiro a entrarem em contato com os Grupos nesse sentido.
  4. Autorizamos o Escritório de Serviços Gerais, em caso de crí­tica pública à JUNAAB ou a alguns de seus órgãos, a apurar a origem, procedência e veracidade dos fatos alegados, a fim de que seus membros sejam informados a respeito e o assunto seja levado a debate na Conferência de Serviços Gerais, evitando o debate a nível público.
  5. Recomendamos a uniformização do emblema de A.A, conforme desenho abaixo, na seguinte ordem: RECUPERAÇÃO (1º Legado) na Base; UNIDADE (2º Legado) no lado esquerdo e Serviço (3º Legado) no lado direito. Responsabilidade não e Legado, portanto, não deve ser colocado no emblema.
  6. Sugerimos aos Grupos de A.A. que escolham um responsável pe­la Literatura, cuja função seria a de ajudar o Grupo a manter sempre um razoável estoque de literatura, organizando o “mostruário” com tudo o que se edita, a fim de que os membros e visitantes do Grupo estejam informados do que está disponível em termos de literatura oficial de A.A.
  7. Recomendamos ao CLAAB que somente remeta literatura grátis a Grupos novos, após a confirmação da fundação, por um dos Delegados do Estado.
  8. Sugerimos dar prioridade às seguintes publicações:
    1. “A.A. e a profissão médica”;
    2. “A.A. e o empregado-alcoólico”;
    3. “Um ministro religioso pergunta a respeito de A.A.”;
    4. "Recomendamos manter a “História de Maria e José” assim como os “Doze Conceitos”, ficando o “Manual de Serviços de A.A.”, para ser feito posteriormente em termos da estrutura brasileira".
  9. Que seja aumentada a. tiragem do “Boletim A.A. do Brasil” (BOB) a fim de atender a meta de 10.000 assinaturas que serão vendidas ao preço unitário de Cr$ 80,00 anuais, porém que a quantidade objetivada pela Secretaria só poderá ser alcançada com a colaboração direta dos Delegados e RSGs, a quem recomendamos divulgar com entusiasmo o referido Boletim.
  10. Recomendamos aos Srs. Delegados que encaminhem ao CLAAB toda publicação, sem a devida autorização de A.A.W.S., da literatura de Alcoólicos Anônimos, mesmo em se tratando de reproduções parciais, no sentido de que se faça a competente apreciação e sejam tomadas as medidas cabíveis, se for o caso, sugerindo maior vigilância pelos Delegados para o cumprimento.
  11. -Recomendamos que os Delegados continuem promovendo através dos RSGs a divulgação e assinaturas do “BOB”, também atingindo seus objetivos com o órgão informativo.
  12. Recomendamos a tradução e publicação no Boletim “BOB”, do folheto 60-30-10.
  13. Sugerimos que as Centrais de Serviços lntergrupais encaminhem subsídios em conteúdo (experiência) ao CLAAB, para que no futuro seja confeccionado um folheto sobre as funções do RI.
  14. Recomendamos ao CLAAB, que continue alertando os Grupos, através do BOB, a não utilização de trechos da literatura aprovada, através de Boletins ou jornais, salvo quando solicitada prévia autorização.
  15. -Recomendamos ao CLAAB, que oriente aos companheiros que editarem Boletins ou jornais para não utilizarem o termo “Órgão Oficial do A.A.”, eis que somente a literatura aprovada pela Conferência pode utilizar essa terminologia.
  16. Recomendamos ao CLAAB, a atualização quanto aos números de membros recuperados através de A.A. no mundo que é de aproximadamente de 2.000.000 em 34.000 grupos existentes.

3.APROVADA A APRECIAÇÃO DO RELATÓRIO DA COMISSÃO ESPECIAL DA LITERATURA BRASILEIRA.

  1. Apreciação do Relatório do Comitê da Criação da Revista Brasileira de A.A., adiada para a próxima Conferência de Serviços Gerais de 1981 quando da apresentação do Relatório Final do companheiro Roy.
  2. Sugerimos que os planos de orientação aos Grupos sobre o uso das literaturas, divulgação e resultados favoreçam o lançamento de novas edições, sejam publicados pelo Boletim “BOB”.
  3. Tradução do Folheto “Círculos de Amor e Serviço”, aprovada, mas para ser editado oportunamente.
  4. As sugestões enviadas pela Primeira Intergrupal no Rio Grande do Sul foram recusadas. Os assuntos estão sendo tratados pelos Delegados Nacionais junto à Conferencia Mundial de Serviços Gerais.
  5. A Conferência recomenda que o “BOB” continue sendo editado.

 

1981, São Paulo-SP, 5ª CSG

A COMISSÃO DE LITERATURA E PUBLICAÇÕES RESOLVE:

  1. Manter o que considera ser de sua atribuição dentro do Regimento da JUNAAB.
  2. Suprimir as atuais recomendações de números 1, 3, 4, 5, 9, 11, 12 e 14.
  3. Manter as recomendações anteriores de números 2, 5, 6, 9, 10, 13 e 15, renumerando-se para 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 e respectivamente.

Recomenda:

  1. Recomendamos aos Grupos de A.A. que se desejarem distribuir literatura não oficial por conta própria, para verificar se atendem às normas que regem as publicações de A.A., poderão consultar o Centro de Distribuição de literatura A.A para o Brasil, antecipadamente.
  2. Recomendamos a uniformização do emblema de A.A., conforme o desenho à direita, na seguinte ordem: RECUPERAÇÃO (1º Legado) na base; UNIDADE (2º Legado) no lado esquerdo e SERVIÇO (3º Legado) no lado direito. Responsabilidade não é Legado, portanto, não deve ser colocado o emblema.
  3. Recomendamos ao CLAAB sugerir aos Grupos que escolha um “Responsável pela Literatura”, cuja função seria a de dar o grupo a manter sempre um razoável estoque de literatura, organizando um “mostruário” com tudo que se edita a fim de que os membros e visitantes do Grupo estejam informados do que está disponível em termos de literatura oficial de A.A.
  4. Sugerimos dar prioridade às seguintes publicações: “A.A. e a Classe Médica”, “A.A. e o Empregado Alcoólico”, “Mensagem aos Jovens”, “Como Organizar Palestras para Não A.A.”, “O Ministro Religioso Pergunta a Respeito de A.A.”, “A.A. Atin­ge a Maioridade”, “Os Doze Conceitos para Serviços Mundiais” e “História de Maria e José”.
  5. Recomendamos aos senhores Delegados que encaminhem ao CLAAB toda publicação sem a devida autorização do A.A.W.S. da literatura de Alcoólicos Anônimos, mesmo em se tratando de reproduções parciais, no sentido de que faça a competente apreciação e sejam tomadas as medidas cabíveis, principalmente, quanto ao folheto conhecido como “Livro Branco”.
  6. Sugerimos que as Centrais de Serviços lntergrupais encaminhem subsídios em conteúdo (experiências) ao CLAAB, para que no futuro seja confeccionado um folheto sobre as funções do RI.
  7. Recomendamos ao CLAAB, que oriente aos companheiros que editarem boletins ou jornais para não utilizarem o termo de “Órgão Oficial do A.A.”, eis que somente a literatura aprovada pela Conferência pode utilizar essa terminologia.
  8. Recomendar à direção da JUNAAB estudar a possibilidade da publicação de histórias de membros brasileiros de A.A. para futura inclusão ou não no Livro Azul.
  9. Recomendamos à Conferência que o “BOB” continue sendo editado, mas sob a responsabilidade efetiva do ESG.

A comissão tomou conhecimento das seguintes sugestões:

  1. Sobre a criação de uma bandeira de A.A., encaminhando-a à Comissão de Politica e Admissão.
  2. Do companheiro Leopoldo D.M. sobre publicação de folhetos, assunto já incluído em outra Recomendação.
  3. Do Comitê de Serviços Gerais de São Paulo sobre a padronização de FICHAS e eleições de RSGs, encaminhadas à Comissão de Agenda e quanto à literatura, foi incluída na Recomendação nº 4.
  4. Do companheiro Walker, de Minas Gerais, sobre política de vendas do CLAAB às Centrais de Serviços observando maior porcentagem sobre os preços de capa, encaminhando à Comissão de Finanças.

 

1982, Fortaleza-CE, 6ª CSG

Esta Comissão apresentou seu trabalho da seguinte forma:

  1. Manter as recomendações 1, 2 e 3.
  2. A recomendação 4 passa a ter a seguinte redação: “Recomendamos dar prioridade absoluta às publicações: ‘Manual de Serviços’, devidamente adaptado à realidade brasileira e ‘Os Doze Conceitos para o Serviço Mundial’”.
  3. A impressão de outras Literaturas deverá ficar na dependência da possibilidade financeira do CLAAB.
  4. Manter as recomendações 5, 6 e 7.
  5. A recomendação nº 8 passa a ter a seguinte redação: “Recomendamos a direção da JUNAAB, estudar a possibilidade da publicação de um livro, contendo as histórias pessoais de membros do A.A. brasileiro bem como iniciou o A.A. do Brasil”.
  6. A recomendação nº 9 passa ater a seguinte redação: “Recomendamos que, se aguarde a oportunidade de voltar a tratar da Revista Brasileira tão logo houver viabilidade financeira”.
  7. A recomendação nº 10 passa ater a seguinte redação: “Recomendamos regularizar a entrega do Boletim BOB aos assinantes utilizando-se meios racionais. Ex. via Intergrupal ou Escritório de Serviços Estaduais”.

Recomenda:

  1. Recomendamos publicar, na íntegra, no Boletim BOB, em separado, o índice das Recomendações aprovadas pela Conferência para facilitar a localização do assunto desejado, sendo esta publicação de todas as recomendações em vigência.
  2. Recomendamos à JUNAAB estudar a possibilidade da publicação de literaturas provenientes de trabalhos apresentados por companheiros e distribuídos pelos ESG. Ex.: “Serviços, o Coração de A.A.” - Quanto à agenda dirigida à Comissão, assim decidiu:
    1. Recomendação para que os Grupos de A.A. vendam literaturas ao preço de tabela estipulado pelo CLAAB;
    2. Recomendação para excluir a doação ao CLAAB, devendo o mesmo se manter exclusivamente com a venda de literaturas e apoiar o financiamento ao ESG. Inclusive transferindo ao mesmo as contribuições que chegarem em nome do CLAAB.
    3. Recomendamos que o CLAAB conceda bonificação de 5% nos livretos “Você deve Procurar A.A.?” “A.A. na sua Comunidade” e “Uma Mensagem aos Jovens”, para as compras no valor superior a Cr$ 50.000,00 (cinquenta mil cruzeiros). Estes folhetos deverão ser distribuídos graciosamente em reuniões;
    4. Recomendamos que se criem condições a fim de que as literaturas com maior margem de lucro possam subvencionar os livretos usados para abordagem, tornando-os mais baratos.

 

1983, São Paulo-SP, 7ª CSG

Recomenda:

  1. Recomendamos a publicação do Manual de Serviços, devidamente adaptado à realidade brasileira.
  2. Recomendamos a Junta de Serviços Gerais de Alcoólicos Anônimos a publicação de literatura proveniente de trabalhos elaborados por companheiros e consequente distribuição pelo CLAAB.
  3. Sugerimos ao CLAAB, quando da publicação de literatura, comunicar aos Delegados.
  4. Recomendamos ao CLAAB, dentro de suas possibilidades, publicar:
    1. “A.A. Atinge A Maioridade”;
    2. "Você Pensa Você é Diferente?”;
    3. “Isto Aconteceu Com Alice”;
    4. “Entendendo o Anonimato”;
    5. “Modo de Vida de A.A.”.
  5. Recomendamos que as proposições as Conferências sejam acompanhadas de justificativas.

 

1984, Blumenau-SC, 8ª CSG

Recomenda:

  1. Recomendamos a instalação de uma Comissão Especial de Estudos e Revisão de Literatura não oficial, vistas a apreciar, sob o prisma das Tradições e Conceitos, os trabalhos escritos, elaborados por AAs brasileiros. Aprovada por unanimidade.
  2. Reitera a criação, urgente, da Revista Brasileira de Alcoólicos Anônimos, no sentido de canalizar proveitosamente a criatividade dos AAs. Aprovada por unanimidade.
  3. Recomendamos que o informativo “BOB”, seja publicado sob a inteira responsabilidade do ESG. Aprovada por unanimidade.
  4. Recomendamos que, em todas as reuniões de AA., em Grupos ou Intergrupos, Comitês, Conferência, Convenções, toda a Literatura não oficial de A.A. seja colocada à parte dos estandes da literatura oficial, devendo ser esclarecido que é literatura não oficial; que deverá conter uma faixa escrita “Literatura não oficial de AA.”. Aprovada por unanimidade.
  5. Recomendamos que os Órgãos Nacionais, Estaduais e Municipais procurem se manter neutros não exercendo qualquer tipo de censura sobre literaturas não oficiais a não ser que as mesmas firam os princípios de A.A. Aprovada por unanimidade.
  6. Recomendar aos Grupos, que a literatura aprovada pelos Serviços Mundiais e imprensa pelo CLAAB representa o pensamento A.A. Por outro lado, a Literatura paralela poderá representar o pensamento de uma só pessoa, não refletindo deste modo, a consciência do Grupo. Aprovada por unanimidade.
  7. Recomendamos inserir no livro “Serviços, o Coração de A.A.” o Relatório da Conferência da Reunião de Serviço Mundial, o Relatório Ibero-Americano, trabalhos apresentados durante a VIII Convenção, e que os lucros auferidos revertam-se para viagens e eventos internacionais dos Delegados Nacionais. Aprovada por unanimidade.
  8. Recomendar a urgente edição de “AA. Atinge a Maioridade” e “Guias e Diretrizes de A.A.”. Aprovada por unanimidade.
  9. Recomendar que o CLAAB edite um folheto específico para as funções de RI. Aprovada por unanimidade.
  10. Recomendar a inclusão no “Livro Azul”, devidamente apreciadas, histórias de AAs. Aprovada sob protesto de Renato do Rio de Janeiro.
  11. Recomendar que as Centrais e Intergrupais publiquem boletins mensais sobre suas atividades, não usando a terminologia de “Órgão Oficial de A.A.”. Aprovada por unanimidade.
  12. Recomendar aos Grupos, quando da confecção de folhetos de divulgação ao nível público, que os originais sejam submetidos previamente à apreciação dos Delegados e Comitês de Área ou Distrito. Aprovada por unanimidade.
  13. Recomendar que os RSGs estimulem a divulgação da literatura de A.A. nos Grupos, expondo-a em local visível a todos. Aprovada por unanimidade.
  14. Recomendar, com ênfase, que quando da edição de novas literaturas, os Delegados sejam informados, através do ESG. Aprovada por unanimidade.
  15. Recomendar, com ênfase, que durante as reuniões de A.A., não sejam divulgadas mensagens estranhas à literatura de A.A. Aprovada por unanimidade.
  16. Recomendamos a uniformidade do emblema de A.A. conforme desenho abaixo, com a seguinte discriminação: RECUPERAÇÃO (1º Legado) na base; UNIDADE (2º Legado) no lado esquerdo: SERVIÇO no lado direito. Responsabilidade não é legado, portanto, não deverá ser colocado no emblema. Aprovada, com observação do Companheiro Jefferson: A cor deve ser azul e branco.
  17. Recomendamos publicar no informativo “BOB” em separado, o índice das recomendações aprovadas pela Conferência, e estas, na íntegra, para facilitar a localização do assunto desejado, sendo esta publicação de todas as recomendações sem vigência. Aprovada por unanimidade.
  18. Recomendamos que as proposições às Conferência, sejam acompanhadas de justificativas. Aprovada por unanimidade.

 

1985, São Paulo-SP, 9ª CSG

Recomenda:

  1. Recomendamos à JUNAAB que nomeie imediatamente uma comissão composta por dois membros da Área de Minas Gerais, dois da Área de São Paulo e dois Custódios para elaborar o anteprojeto do “Manual de Serviços” adaptado à estrutura brasileira de A.A. e que esse anteprojeto seja apreciado e votado na Conferência de 1986, em João Pessoa-PB.
  2. Recomendamos que em todas as reuniões de A.A., em Grupos ou Intergrupos, Comitês, Encontros e Seminários, Conferências e Convenções, toda literatura não oficial de A.A. seja colocada em estandes à parte, onde deverá conter uma faixa escrita “Literatura não oficial de A.A.”. Aprovada quase por unanimidade, em face de comentários do companheiro Aquilino Vieira de Moraes Filho, Delegado do Estado de Mato Grosso do Sul, que votou contra.
  3. Recomendamos publicar em livro o Relatório da VI Reunião Mundial de Serviços e o da Reunião Ibero-Americana de 1983, e que os lucros auferidos revertam para a Convenção de João Pessoa, Paraíba, em 1986. Aprovada por unanimidade.
  4. Recomendamos que o “BOB” publique matéria específica sobre as funções do RI. Aprovada por unanimidade.
  5. Recomendamos que as Centrais, Intergrupais e órgãos de serviço ao publicarem boletins periódicos não usem a terminologia “órgão oficial de A.A.”. Aprovada por unanimidade.
  6. Recomendamos aos Grupos, quando da confecção de folhetos e cartões de divulgação ao nível público, que os originais sejam submetidos à apreciação dos Delegados e Comitês de Área e Distritos. Aprovada por unanimidade.
  7. Recomendamos que os RSGs estimulem a divulgação da literatura de A.A. nos Grupos, expondo-a em lugar visível a todos. Aprovada por unanimidade.
  8. Recomendamos que em todas as novas edições, sejam revisados os textos de toda a literatura traduzida para o português. Aprovada por unanimidade.

 

1986, João Pessoa-PB, 10ª CSG

Recomenda:

  1. Recomendamos que a literatura que não seja do A.A. seja colocada à parte. Aprovada por unanimidade.
  2. Recomendamos que as Centrais, lntergrupais e Órgãos de Serviços não usem a terminologia “órgão oficial de A.A.”. Aprova da por unanimidade.
  3. Recomendamos veemente aos Grupos que quando da confecção de folhetos e cartões a nível público, os originais sejam submetidos à apreciação dos órgãos de serviços locais, bem como aos Delegados. Aprovada.
  4. Recomendamos que os RSGs divulguem as literaturas de A.A. nos Grupos. Aprovada.
  5. Recomendamos que em todas as novas edições, sejam revisados os textos de toda a literatura traduzida para o português. Aprovada
  6. Recomendamos que as Centrais e lntergrupais forneçam ao CLAAB o estoque de literatura, item por item, a fim de que o órgão controle as futuras publicações. Aprovada por unanimidade.
  7. Recomendamos ao CLAAB que os dados numéricos do peg e pag sejam atualizados com nota do Editor. Aprovada.
  8. Recomendamos que a Conferência e a Junta formalizem a criação da Revista Brasileira como Empresa, a exemplo do CLAAB. Aprovada por unanimidade.
  9. A Comissão de Literatura recomenda a manutenção da diagramação atual quanto a cabeçalho, formato e apresentação do BOB, ficando este com preço a critério da Junta. Aprovada.
    1. Apreciação do número experimental, por sete votos contra um do Relatório de Baependi.
    2. Apreciação do número experimental da Revista Brasileira: por sete votos contra um, a Comissão aprovou a Revista.
    3. Contratação de jornalista profissional e transferência da edição para o CLAAB. Discussões e protestos dos companheiros Gentil (RS), Gerson (RJ) e do Pastor Joaquim (Custódio Classe A). Decidiu a Comissão que as recomendações 10.a, 10.b e 10.c ficasse sob atribuições da JUNAAB.

 

1987, São Paulo-SP, 11ª CSG

Recomenda:

  1. Recomendamos aos Grupos que quando da confecção de folhetos e cartões a nível público, os originais sejam submetidos à apreciação dos órgãos de serviços legais; bem como dos Delegados. Aprovada por unanimidade.
  2. Recomendamos a cada nova edição sejam revisados os textos da literatura, do inglês para o português. Aprovada por unanimidade.
  3. Recomendamos a Comissão do anteprojeto do Manual de Serviços de A.A., que faça as devidas correções no Manual aprovado pela Conferência e entregue ao CLAAB no prazo de 30 (trinta) dias. Aprovada por unanimidade.
  4. Recomendamos ao CLAAB que após o recebimento do Manual de Serviços, dê prioridade na impressão e distribuição do mesmo. Aprovada por unanimidade.
  5. Recomendamos ao CLAAB que volte a imprimir quadros desmontáveis dos Doze Passos e Doze Tradições, bem como a impressão de quadros dos Doze Conceitos. Aprovada por unanimidade.
  6. Recomendamos ao CLAAB que faça um estudo de viabilidade, visando a redução dos preços de capa dos seguintes folhetos:
    1. Você deve procurar o A.A.
    2. Primeiras Noções para o Publico em Geral
    3. . Aprovada por unanimidade.
  7. Recomendamos à JUNAAB que solicite ao CLAAB, a tradução para o português, impressão e distribuição dos seguintes manuais:
    1. Public Information Workbook.
    2. Working With Others Workeook.
    3. Correctional Facilities Workbook.
    4. Treatment Facilities Workbook.
    5. Cooperation With The Professional Comunity Workbook. Aprovada por unanimidade.

 

1988, Curitiba-PR, 12ª CSG

Recomenda:

  1. Recomendar a revisão da literatura em inglês para o português a cada nova edição.
  2. Recomendar aos Grupos de A.A. do Brasil proferir a Oração da Serenidade no plural.
  3. Recomendar à Junta de Serviços Gerais de A.A. do Brasil que publique um artigo no BOB com esclarecimentos a respeito da Oração da Serenidade.
  4. Recomendar a não edição do folheto denominado “Reuniões de A.A.”.
  5. Recomendar aos Grupos que quando da confecção de cartões e folhetos a nível público, sejam os originais submetidos à apreciação dos Órgãos de Serviços locais bem como aos Delegados de Área.
  6. Recomendar a aprovação do folheto “Primeiras Noções Para o Público em Geral”, editado pela Junaab em 1985.
  7. Recomendar a todos os Órgãos de Serviços de A.A. do Brasil não distribuir literaturas paralelas, comunicando, inclusive, à Junta de Custódios a existência de publicações onde o nome de Alcoólicos Anônimos esteja sendo usado indevidamente.

 

1989, Santos-SP, 13ª CSG

Recomenda:

  1. A revisão da literatura em inglês para o português a cada nova edição, adequando-a sempre que possível à realidade brasileira.
  2. Aos Grupos que quando da confecção de cartões e folhetos a nível público, sejam os originais submetidos à apreciação dos Órgãos de Serviços locais bem como aos Delegados de Área.
  3. A todos os Órgãos de Serviços de A.A. do Brasil para não distribuírem literaturas paralelas, comunicando o fato à Junaab e enviando-lhe um exemplar da publicação, sempre que o nome de Alcoólicos Anônimos estiver sendo usado indevidamente.
  4. A elaboração do livreto RI, sugerindo ao CLAAB que solicite às Centrais e Intergrupais subsídios para a confecção do mesmo.
  5. A elaboração do folheto de apresentação do ESG.
  6. Prioridade para a edição do livreto “Os Doze Conceitos para o Serviço Mundial Ilustrados”.

 

1990, Belém-PA, 14ª CSG

Recomenda:

  1. Ao ESG e ao CLAAB que, em todas as literaturas aprovadas pela Conferência, quando de sua publicação, conste o selo, a data e qual a Conferência que aprovou.
  2. A revisão da lite­ratura do inglês para o português, a cada nova edição.
  3. Que, quando da confecção de folhetos, cartazes, panfletos e cartões, a nível de público, os originais sejam submetidos à apreciação dos Órgãos de Serviços locais, bem como dos Delegados de Área e apresentem bom aspecto gráfico, a fim de preservar a boa imagem da Irmandade.
  4. A todos os Órgãos de Serviços de A.A. do Brasil, para não distribuírem literaturas paralelas, comunicando o fato á JUNAAB e enviando-lhe exemplar da publicação, sempre que o nome de Alcoólicos Anônimos estiver sendo usado indevidamente.
  5. A não publicação do folheto "RI", no momento, em razão do assunto constar do projeto do Manual de Serviços, a ser apreciado nesta Conferência.
  6. Prioridade para a edição do livreto "Sugestões para Coordenar Reuniões de Novos". VII - Recomendamos a utilização da terminologia "Reunião de Recuperação", em substituição à "Reunião de Terapia", quando da nova edição do folheto "O Grupo".

 

1991, Santos-SP, 15ª CSG

Recomenda:

  1. À diretoria da Revista que contate os grupos de AA, sugerindo-lhes a eleição de um representante da Revista Vivência (RV), a exemplo da "Grapevine" nos EUA, remetendo aos mesmos os necessários esclarecimentos. Aprovada por unanimidade.
  2. Que seja nomeada uma comissão de representatividade nacional para a revisão do Manual de Serviço, acrescentando-se na próxima edição, de maneira resumida, dados históricos do A.A. no Brasil, ESG e CLAAB. Aprovada por unanimidade.
  3. Que, quando da confecção de folhetos, cartazes, panfletos e cartões, a nível público, além de matéria fornecida à imprensa, os originais sejam'submetidos à apreciação dos Órgãos de Serviços e apresente bom aspecto gráfico, a fim de preservar a boa imagem da Irmandade. Aprovada por unanimidade.
  4. A formação de uma comissão para assistir os vídeos editados pelo ESG e dar seu parecer sobre a qualidade técnica e conceituai dos princípios da Irmandade, para que possam receber o selo de aprovação da Conferência. Aprovada por unanimidade.
  5. A todos os Órgãos de Serviços de A.A. do Brasil para não distribuírem literatura paralela, comunicando o fato à JUNAAB e enviando-lhe exemplar da publicação, sempre que o nome de Alcoólicos Anônimos estiver sendo utilizado indevidamente. Aprovada por unanimidade.

 

1992, Brasilia-DF, 16ª CSG

Recomenda:

  1. A aprovação do folheto "Primeiras Noções Para o Publico em Geral", com seu no­vo texto. Aprovada por unanimidade.
  2. À diretoria da Revista, que contatemos Grupos de A.A. sugerindo-lhes a eleição de um representante da Revista Vivência (RV) a exemplo da Grapevine/EUA. Esclarecer que o RV pode ser ou não um servidor do Grupo: RSG, Coordenador, etc. Aprovada por unanimidade.
  3. Ás Áreas, o estudo da reforma do Manual de Serviço remetendo subsídios para a Comissão de Revisão do Manual de Serviço, até 31 de dezembro de 1992. Aprovada por unanimidade.
  4. Ao CLAAB, a criação de um cartaz padrão para divulgação da mensagem de A.A. a nível nacional. O modelo será aprovado pela Junta de Custódios por delegação desta Conferência. Aprovada por unanimidade.
  5. Que o CLAAB traduza e edite, dentro das possibilidades, as publicações em que constem os escritos do Dr. Bob. Aprovada por unanimidade.
  6. A todos os Órgãos de Serviços e Grupos de A.A. do Brasil, a não distribuição e utilização de literatura paralela, comunicando o fato a JUNAAB, enviando-lhe exemplar da publicação sempre que o nome de A.A. estiver sendo utilizado indevidamente. Aprovada por unanimidade.
  7. À Junta de Custódios elaborar um conjunto de mini-temáticas em fita cassete. Aprovada por unanimidade.

 

1993, Santos-SP, 17ª CSG

Recomenda:

  1. À Diretoria da Revista, que contate os Grupos de A.A., sugerindo-lhes a eleição de um representante da Revista Vivência (RV) a exemplo da Grapevine/EUA, esclarecendo que o RV pode ser ou não, um servidor do grupo. Aprovada por unanimidade.
  2. Às Áreas, o estudo da Reforma do Manual de Serviço, remetendo subsídios para respectiva comissão, até 31 de dezembro de 1993. Aprovada por unanimidade.
  3. A todos os Órgãos de Serviços e Grupos de A.A. do Brasil, a não distribuição e utilização de literatura paralela, comunicando o fato à JUNAAB, enviando-lhe exemplar da publicação sempre que o nome de A.A. estiver sendo utilizado indevidamente. Aprovada por unanimidade.
  4. Ao ESG, rever a capa das fitas para que as mesmas não sejam confundidas com nossos livros. Aprovada por maioria absoluta.
  5. Ao Comitê de Literatura da Junta, analisar o trabalho enviado pela Área do Amazonas e considerá-lo nas novas edições do CLAAB, com o fim de evitar contradições entre dois ou mais textos. Aprovada por unanimidade.
  6. Ao Comitê de Literatura, que modifique o texto da Terceira Tradição e demais textos para que se adequem ao escrito no preâmbulo de A.A., ou seja: "Para ser membro de A.A., o único requisito é o desejo de parar de beber". Aprovada por maioria absoluta.
  7. A aprovação do Guia Nacional de CENSAAs e ISAAs. Aprovada por maioria absoluta.
  8. Ao Comitê de Literatura que ao examinar as traduções de nossos livros, do inglês para o português e suas revisões, possa adequar seus textos aos costumes do A.A. do Brasil, mantendo a maior fidelidade possível aos originais em inglês. Aprovada por unanimidade.

 

1994, Teresina-PI, 18ª CSG

Recomenda:

  1. Que os Grupos e companheiros tenham participação mais ativa nas assinaturas da Revista Vivência, inclusive elegendo um R.V. Aprovada por maioria absoluta.
  2. A todos os Órgãos de Serviços e Grupos de A.A. do Brasil, a não distribuição e utilização de literatura paralela, comunicando o fato a JUNAAB, enviando-lhe exemplar da publicação sempre que o nome de A.A. estiver sendo utilizado indevidamente. Aprovada por maioria absoluta.
  3. Ao CLAAB que solicite histórias e depoimentos de membros de A.A. brasileiros e que seja selecionada, composta e editada a "Segunda Parte" do livro Alcoólicos Anônimos, a exemplo do que ocorre na maioria dos países que editam o Livro Grande (Livro Azul). Aprovada por maioria absoluta.
  4. Que se proceda à tradução e edição do livreto "A.A. nas Prisões". Aprovada por unanimidade.
  5. Que o CLAAB edite e publique em Braille os livros de nossa literatura considerados primordiais, a fim de atender aos reclamos dos portadores de deficiência visual. Aprovada por maioria absoluta.
  6. Que seja feita gravação, pelo ESG, em fita cassete, do texto original do livro "Os Doze Passos". Aprovada por unanimidade.
  7. Que na revisão do Manual do CTO (2a Edição), sejam compatibilizadas as estruturas propostas no Guia Nacional de CENSAAs/ISAAs aprovadas pela Conferência de Serviços Gerais de 1993 e ja editado pelo CLAAB. Aprovada por unanimidade.
  8. Que todas as áreas procedam a estudo amplo do anteprojeto do Manual de Serviços apresentado pela Comissão Especial, remetendo suas sugestões aquela Comissão até 31.07.1994, ficando a mesma com a responsabilidade de compilar todos esses trabalhos num anteprojeto final a ser enviado à Junta até 31.10.1994. A Junta, apos reprodução desse documento, devera remetê-lo as Áreas ate 30.11.1994. Aprovada por maioria absoluta.

 

1995, Santos-SP, 19ª CSG

Recomenda:

  1. Que os Grupos e companheiros tenham participação mais ativa nas assinaturas da Revista Vivenda, incentivando os mesmos a escreverem artigos para serem publicados, também elegendo um RV. Aprovada por maioria simples.
  2. A todos os Órgãos de Serviços e Grupos de A.A. do Brasil, a não distribuição e utilização de literaturas paralelas, comunicando o fato a JUNAAB, enviando-lhes exemplar da publicação sempre que o nome de A. A. estiver sendo utilizado indevidamente. Aprovada por unanimidade.
  3. À JUNAAB, que solicite histórias dos membros de A.A. brasileiros, a fim de que sejam selecionadas, compostas e editadas na "Segunda Parte" do livro Alcoólicos Anônimos, a exemplo do que ocorre na maioria dos países que editam o Livro Grande (Livro Azul). Aprovada por unanimidade.
  4. Que o Comitê de Literatura, nas traduções, guarde a necessária fidelidade ao original em inglês, mas que busque, sobretudo, o espírito do conteúdo, adaptando a linguagem à realidade brasileira. Aprovada por unanimidade.
  5. Que seja realizada a tradução e edição de novos livros e folhetos de A.A. disponíveis no catálogo de literatura do "GSO", não existentes no A.A. brasileiro, de acordo com a disponibilidade financeira da JUNAAB. Aprovada por unanimidade.
  6. Que o Comitê de Literatura em seu trabalho, se utilize de uma equipe de revisores, para
    execução de tão importante e especializado serviço. Aprovada por unanimidade.
  7. Que na próxima revisão do folheto "A.A. na sua Comunidade", seja analisado o título: "A posição de A.A. no campo do alcoolismo", que inicia o folheto, alterando para "A.A. e o alcoolismo". Aprovada por unanimidade.
  8. Que os Grupos e companheiros, divulguem a importância de nossa literatura, informando ao recém-chegado e à Comunidade não A.A., onde adquiri-la. Aprovada por unanimidade.
  9. Que o livreto "Você deve procurar o A. A.", volte a ser editado na, forma e conteúdo anterior. Aprovada por maioria simples.

 

1996, Santos-SP, 19ª CSG

Recomenda:

  1. A todos os Órgãos de Serviços e Grupos de A.A. do Brasil, a não distribuição e utilização de Literatura paralela, comunicando o fato a JUNAAB, enviando-lhe exemplar de publicação sempre que o nome de A.A. estiver sendo utilizado indevidamente. Aprovada por unanimidade.
  2. Que os companheiros divulguem a importância de nossa literatura, informando ao recém-chegado e à Comunidade não A.A. onde adquiri-la. Aprovada por unanimidade.
  3. Quando da revisão do Manual do CTO, seja verificada a adequação ao Manual de Serviço. Aprovada por maioria absoluta.
  4. Que, a exemplo de anos anteriores, sejam inseridas respectivamente as expressões (na capa) “Apostila” e “Relatório Final”, nas publicações antecedentes e subsequentes à Conferência, visando facilitar o trabalho das Áreas e Distritos e a maior compreensão pelos membros, especialmente os mais novos. Aprovada por unanimidade.

 

1997, Santos-SP, 20ª CSG

Recomenda:

  1. A todos os Órgãos de Serviços, com eficaz orientação aos Grupos de A.A. do Brasil, a não distribuição e utilização de literatura paralela, comunicando o fato à JUNAAB, enviando-lhe exemplar da publicação sempre que o nome de A.A. estiver sendo utilizado indevidamente. Aprovada por maioria absoluta.
  2. Que os companheiros e companheiras divulguem a importância de nossa literatura, informando ao recém-chegado e à Comunidade não A.A. onde adquiri-la. Aprovada por maioria absoluta.
  3. Que o Comitê de Literatura não insira a logomarca de A.A. nas peças de literatura traduzidas ou revisada, mantendo a expressão "Literatura aprovada pela Conferência de Serviços Gerais de A.A.". Aprovada por unanimidade.
  4. Que o Comitê de Literatura priorize a publicação do folheto "Autossuficiência Através de Nossas Próprias Contribuições". Aprovada por unanimidade.
  5. Que quando da revisão do Manual do CTO em vigor, seja encaminhada cópia do anteprojeto aos Comitês de Área para análise, críticas e sugestões. Aprovada por unanimidade.

 

1998, Santos-SP, 21ª CSG

Recomenda:

  1. A todos os Órgãos de Serviços, com eficaz orientação aos Grupos de A.A. do Brasil, a não distribuição e utilização de literatura paralela, comunicando o fato à JUNAAB, enviando-lhe exemplar da publicação sempre que o nome de A.A. estiver sendo utilizado indevidamente. Aprovada por unanimidade.
  2. Que o Comitê de Literatura não insira a logomarca de A.A. nas peças de literatura traduzidas ou revisadas, mantendo a expressão "Literatura Aprovada pela Conferência de Serviços Gerais de A.A." Aprovada por maioria absoluta.
  3. Que os Órgãos de Serviços orientem aos Grupos a que servem, a divulgar a importância de nossa literatura, estimulando a sua utilização e informando onde adquiri-la. Aprovada por unanimidade.

 

1999, Santos-SP, 22ª CSG

Recomenda:

  1. A todos os Órgãos de Serviços, com eficaz orientação aos Grupos de AA. do Brasil, a não distribuição e utilização de literatura paralela, comunicando o fato à JUNAAB, enviando-lhe exemplar da publicação sempre que o nome de AA estiver sendo utilizado indevidamente. Aprovada por unanimidade.
  2. Que os Órgãos de Serviços orientem aos Grupos a que servem, a divulgar a importância de nossa literatura, estimulando a sua utilização e informando onde adquiri-la. Aprovada por unanimidade.

 

2000, Santos-SP, 23ª CSG

Recomenda:

  1. A todos os Órgãos de Serviços, com eficaz orientação aos Grupos de A.A. do Brasil, a não distribuição e utilização de literatura paralela, comunicando o fato à JUNAAB, enviando-lhe exemplar da publicação sempre que o nome de A.A. estiver sendo utilizado indevidamente. Aprovada por unanimidade.
  2. Que os Órgãos de Serviços orientem os Grupos a que servem, a divulgar a importância de nossa literatura, estimulando a sua utilização e informando onde adquiri-la. Aprovada por unanimidade.

 

2001, Santos-SP, 24ª CSG

Recomenda:

  1. A todos os Órgãos de Serviços, com eficaz orientação aos Grupos de A. A. do Brasil, a não distribuição e utilização de literatura paralela. Aprovada por maioria absoluta.
  2. Que seja enviado aos Comitês de Área qualquer discrepância encontrada na nossa literatura e que o mesmo informe o fato à JUNAAB. Aprovada por maioria absoluta.

 

2002, São Paulo-SP, 26ª CSG

Recomenda:

  1. Que a JUNAAB estude a possibilidade da publicação de Literatura de bolso. Aprovada por maioria absoluta.
  2. Que a próxima edição do livrete "O Grupo de A. A." esteja totalmente adequada ao Manual de Serviços. Aprovada por maioria absoluta.

 

2003, São Paulo-SP, 27ª CSG

Recomenda:

  1. Que na próxima edição dos folhetos “Você Deve Procurar o A.A.?” e “A.A na Sua Comunidade”, tenham impressos na capa: “Escritório de Serviços Locais, telefone. - Grupo:Endereço: Reunião:”. Aprovada por unanimidade.
  2. Que o Comitê de Literatura estude a possibilidade de editar em Braile ou em qualquer mídia alternativa os textos de nossa literatura considerados primordiais para atender os portadores de deficiência visual. Aprovada por maioria absoluta.
  3. Que, nas próximas publicações de nossa literatura oficial, no preâmbulo de Alcoólicos Anônimos, venha o termo "movimento" e não "partido". Aprovada por maioria absoluta.
  4. Que na próxima revisão do Manual de Serviço seja incluída a descrição da estrutura do CTO no final do capítulo IV (do trecho entre os títulos "CTO Comitê Trabalhando com Os Outros" e "Comissão do CTO da Conferência de Serviços Gerais") e que as demais orientações do Manual do CTO sejam revisadas e publicadas no formato de um guia de procedimentos de trabalho do CTO. Aprovada por maioria absoluta.
  5. Que a JUNAAB elabore um projeto (com estimativa de custo) de um livro sobre a história de A A. no Brasil. Aprovada por maioria absoluta.
  6. Que no Preâmbulo de A.A. seja suprimido o termo “necessidade de pagar”, modificando-o para: “o único requisito para tornar-se membro é o desejo de parar de beber. Para ser membro de A.A. não há taxas nem mensalidades. Somos autossuficientes graças as nossas próprias contribuições”. Aprovada por maioria absoluta.
  7. Que no livrete "44 Perguntas", página 14 subtítulo “Quanto Custa Ser Membro de A.A.”, segundo parágrafo, retirar do texto original as expressões "sanduíches, bolos, etc..." por considerá-las inadequadas e inoportunas à nossa realidade. Com a modificação sugerida, o texto ficaria com esta redação: “A maioria dos grupos locais faz uma coleta, nas reuniões, para cobrir o aluguel de cada sala, bem como outros gastos inclusive o café”. Aprovada por maioria absoluta.
  8. Que a partir da próxima edição dos livros "Reflexões Diárias" e "Na opinião de Bill", seja citada a literatura de origem, não mencionando a página de onde foi retirado o trecho. Aprovada por maioria absoluta.
  9. Que a JUNAAB faça uma consulta ao A.A.W.S. e a Grapevine quanto a possibilidade de imprimir o Preâmbulo de A.A. em toda literatura. Aprovada por maioria absoluta.
  10. Que nas próximas edições do Manual de Serviço e livretes específicos, seja incluído o glossário geral de A.A. Aprovada por maioria absoluta.
  11. Que se estude a possibilidade de ser lançado em CD e CD-ROM "Os Doze Passos", "As Doze Tradições" e "Os Doze Conceitos". Aprovada por maioria absoluta.
  12. Que a estrutura do CTO a ser inserida no Manual de Serviço, seja discutida no espaço destinado à reforma, conforme agenda da Conferência. Aprovada por maioria absoluta.

 

2004, São Paulo-SP, 28ª CSG

Recomenda:

  1. Que sejam inseridos nas próximas edições da revista Vivência os Doze Conceitos para o Serviço Mundial. Aprovada por unanimidade.
  2. Que no folheto “A.A. na sua Comunidade”, subtítulo "O que você pode esperar de A.A.?” sejam substituídos os termos "auxiliar a providenciar uma" por "informar sobre”. Aprovada por maioria absoluta.
  3. Que conste na Literatura o número da edição e data da revisão. Aprovada por maioria absoluta.

 

2005, São Paulo-SP, 29ª CSG

Recomenda:

  1. Que no prefácio do livro "Doze Conceitos para Serviços Mundiais", seja adequado ao Conceito V, retirando-se a palavra "inexpressiva". Aprovada por maioria absoluta.
  2. Que a JUNAAB estude a possibilidade de ser lançado em CD e CD-ROM "Os Doze Passos", "As Doze Tradições” e os "Doze Conceitos". Aprovada por maioria absoluta.
  3. A todos os Órgãos de Serviços, com eficaz orientação aos Grupos de A. A. do Brasil, a não distribuição e utilização de literatura paralela, comunicando o fato a JUNAAB, enviando-lhe exemplar da publicação sempre que o nome de A.A. estiver sendo utilizado indevidamente. Aprovada por maioria absoluta.
  4. Que o folheto "A.A. na sua Comunidade", subtítulo "O que você pode esperar de A.A.?" sejam substituídos os termos "auxiliar a providenciar uma" por "informar sobre". Aprovada por maioria absoluta.
  5. Que a JUNAAB elabore um projeto (com estimativa de custo) de um livro sobre a história de A.A. no Brasil. Aprovada por maioria absoluta.
  6. Que a JUNAAB estude a possibilidade de serem produzidos em Linguagem de Sinais, para surdos, filmes em vídeo, contendo o básico da Recuperação em Alcoólicos Anônimos. Aprovada por maioria absoluta.
  7. Que em virtude da reforma do Manual de Serviço, que a eleição do RSG, que é pelo procedimento do Terceiro Legado, o Comitê de Literatura procure adequar os livretes: "O Grupo" e "O RSG", nas próximas edições. Aprovada por maioria absoluta.

 

2006, São Paulo-SP, 30ª CSG

Recomenda:

  1. Que a JUNAAB estude a possibilidade de serem lançados em "DVD", "CD", e "CD-ROM",a literatura e vídeos em geral, adequando à linguagem dos sinais para surdos-mudos. Aprovada por maioria absoluta.
  2. Que sejam respeitados os direitos autorais da JUNAAB, não se reproduzindo fitas de Áudio, Vídeo, Filmes, CD's e Literatura. Aprovada por unanimidade.
  3. Que o Comitê de Literatura e Finanças da JUNAAB, estude a possibilidade de editar em banner. Aprovada por unanimidade.
  4. Que seja feita uma revisão no livrete "Uma mensagem para os jovens", pois o texto e as gravuras não despertam nenhum interesse. Aprovada por maioria absoluta.
  5. Que nas próximas edições do Livro Alcoólicos Anônimos volte a constar na lombada ou na primeira página a expressão: "O Texto Básico Para Alcoólicos Anônimos". Aprovada por unanimidade.
  6.  Que a JUNAAB estude a possibilidade de publicar uma Edição Especial da Revista Vivência, com artigos de profissionais amigos de A.A. Aprovada por unanimidade.
  7. Que no folheto "Para Onde Vou Daqui?" seja destinado espaço para informações onde procurar A.A., na Área onde a mensagem está sendo levada. Aprovada por unanimidade.
  8. Que o Comitê de Literatura da JUNAAB, na próxima revisão do livrete "Primeiras Noções", na página 8, atualize o n° de Custódios, conforme o Manual de Serviço. Aprovada por unanimidade.

 

2007, São Paulo-SP, 31ª CSG

Recomenda:

  1. Que a JUNAAB estude a possibilidade de confeccionar banner e cartazes para divulgação da Revista Vivência em Grupos, Órgãos de Serviços, Eventos, etc. Aprovada por maioria absoluta.
  2. Que o Comitê de Literatura da JUNAAB, nas próximas edições, corrija a tradução do título do livro para "Doze Conceitos para Serviço Mundial". O original em inglês chama-se “Twelve Concepts For World Service". Aprovada por maioria absoluta.
  3. Que o Comitê de Literatura da JUNAAB confeccione um "banner" com o Organograma da Estrutura de Serviço de A.A. no Brasil. Aprovada por maioria absoluta.
  4. Que no panfleto "Alcoólicos Anônimos em sua Comunidade" no item "Como A.A. vê o alcoolismo", seja substituído o texto "O alcoolismo é, em nossa opinião, uma doença progressiva" por "Segundo a Organização Mundial de Saúde, o alcoolismo é uma doença progressiva". Aprovada por maioria absoluta.
  5. Que seja criada uma página na Revista Vivência de passatempos tais como: caça-palavras ou palavras cruzadas as quais abordem temas presentes em nossa literatura de Alcoólicos Anônimos. Aprovada por maioria absoluta.
  6. Que na literatura de A.A. as notas de rodapé sejam colocadas no final de cada página e não no final do capítulo, como é atualmente. Aprovada por maioria absoluta.
  7. Que o Comitê de Literatura da JUNAAB, na próxima edição do livrete "O Grupo de A.A." suprima o 2o parágrafo da página 17 (1) e inclua o seguinte texto: "Alguns Grupos realizam reuniões de propósitos especiais". Aprovada por maioria absoluta.
  8. Que na próxima edição do livrete "O Grupo de A.A." seja retirada a palavra “Mini” conforme recomendação anterior. Aprovada por maioria absoluta.
  9. Que o mês de abril seja instituído como o da Conscientização do uso de nossa Literatura por ser o mês das primeiras edições dos livros: Alcoólicos Anônimos, Doze Passos e Doze Tradições e os Doze Conceitos pra Serviços Mundiais. Aprovada por maioria absoluta.N.T. (1):

O texto referido, revisado em 2005, diz o seguinte:

“Alguns AAs reunem-se como grupos de A.A. especializados – grupos masculinos, grupos para mulheres, grupos para jovens, grupos para médicos, grupos para homossexuais, e outros. Se seus participantes forem todos alcoólicos, e se abrirem as portas para todos alcoólicos que quiserem ajuda, independente de profissão, sexo ou outras distinções, e se atenderem todos os demais aspectos que definem um grupo de A.A., eles poderão denominar-se um grupo de A.A.”.

 

2008, São Paulo-SP, 32ª CSG

Recomenda:

  1. Que o Comitê de Literatura da JUNAAB, nas próximas edições do livro: "Os Doze Passos e as Doze Tradições", corrija, no seu prefácio, na Página 13, que em 1950 ocorreu a “Primeira Convenção" e não a “Primeira Conferência”. Aprovada por unanimidade.
  2. Que os Órgãos de Serviços enviem à JUNAAB exemplar de literatura paralela sempre que esta utilize o nome de A.A. Aprovada por maioria simples.
  3. Que a Conferência de Serviços Gerais aprove e a JUNAAB edite de acordo com as possibilidades financeiras e com a autorização de A.A. World Services Inc. e A.A. Grapevine os seguintes títulos:
    1. De las tinieblas hacia la luz - Das trevas para a luz;
    2. Experience, strength & hope - Experiência, força e esperança;
    3. Self - support: Where money and spirituality mix - Auto-suficiência: onde o dinheiro e a espiritualidade se misturam, (livrete);
    4. Spiritual Awakening -Journey of the Spirit - Despertar Espiritual - Viagens do Espírito;
    5. Emotional Sobriety: The next frontier-Sobriedade Emocional: a próxima fronteira;
    6. O livro Alcoólicos Anônimos em formato de bolso. Aprovada por unanimidade.
  4. Que a JUNAAB, em comemoração ao Mês da Literatura, faça uma promoção dos Quadros Desmontáveis dos Doze Conceitos, do Manual de Serviços vigente e outros títulos com estoque elevado, enquanto durar o estoque. Aprovada por maioria absoluta.

 

2009, Serra Negra-SP, 33ª CSG

Recomenda:

  1. Que na próxima edição do livrete “44 Perguntas e Respostas” (em sua página 4 - linha 19), onde se lê: "funcionou para mais de 2.000.000 de homens e mulheres", seja substituído por "vem funcionando para mais de 2.000.000 de homens e mulheres". Aprovada por maioria absoluta.
  2. Que no terceiro parágrafo da Página 6 do livrete “44 Perguntas e Respostas” seja substituída a frase "abusaram de seus familiares" para: "causaram danos ou transtornos aos seus familiares". Aprovada por maioria absoluta.
  3. Que nas próximas edições de nossa literatura sejam trocados os termos "Reuniões Abertas" e "Reuniões Fechadas" por "Reuniões de A. A". Aprovada por maioria absoluta.
  4. Que seja trocado o trecho da Página 28 do livreto "O Grupo de A.A." que diz: "ninguém é obrigado a contribuir, mas a maioria dos membros contribui", por: "é necessário contribuir, pois a maioria dos membros contribui". Aprovada por maioria absoluta.
  5. Como foram constatadas divergências na redação do Termo de Responsabilidade e da Declaração de Unidade no Manual de Serviço e no livrete "O Grupo de A.A." seja feita uma revisão da literatura oficial para sua uniformidade. Aprovada por unanimidade.
  6. Que nas próximas edições do folheto “A.A. em sua Comunidade”, seja substituída a frase “eles podem auxiliar a providenciar um” por “os membros de A.A. podem informar onde existem”. Aprovada por maioria absoluta.
  7. Que nas cruzadas e passatempos contidos na Revista Vivência sejam abordados temas exclusivamente sobre "Alcoólicos Anônimos". Aprovada por maioria absoluta.
  8. Que a Conferência de Serviços Gerais aprove a edição do livrete "Guia do Representante da Revista Vivência", criado pelo Comitê de Publicações Periódicas (CPP) da JUNAAB e que o mesmo passe a figurar no catalogo da literatura oficial de A.A. do Brasil. Aprovada por unanimidade.

2010, Serra Negra-SP, 34ª CSG

Recomenda:

  1. Que seja editado um catálogo de literatura oficial de A.A. contendo ilustrações e sinopses. Aprovada por unanimidade.
  2. Que o Comitê de Publicações Periódicas encontre um meio de enviar o BOB Mural fazendo com que ele chegue atualizado nos Grupos, pois ele chega com data muito atrasada. Aprovada por maioria simples.
  3. Que a Conferência de Serviços Gerais aprove e a JUNAAB edite, o "Guia de A.A. para Orientação na Internet". Aprovada por maioria simples.

 

2011, Serra Negra-SP, 35ª CSG

Recomenda:

  1. Que a CSG aprove e a JUNAAB edite, para complementar a divulgação do CTO os seguintes folhetos:
    1. A.A. Para Nativos (indígenas).
    2. A.A. Para Idosos.
    3. A.A. Para Homossexuais. Aprovada por maioria absoluta.
  2. 2.-Que a Conferência de Serviços Gerais aprove e a JUNAAB edite, de acordo com as possibilidades financeiras, o folheto, "Preenchendo a Lacuna", destinado aos trabalhos de CTO. Aprovada por maioria simples.

 

2012, Serra Negra-SP, 36ª CSG

Recomenda:

  1. Que seja encaminhado, com as devidas adaptações (1) para tradução e edição, o livreto "O Grupo de A.A." a partir da última edição da estrutura EUA/Canadá. Aprovada por maioria absoluta.
  2. Que o Comitê de Literatura adote, na tradução de livros, livretos e folhetos o critério de fidelidade ao texto original. Aprovada por maioria absoluta.
  3. Que a capa do livro "Os Doze Passos e As Doze Tradições" seja atualizada conforme modelo da estrutura EUA/Canadá. Aprovada por maioria absoluta.
  4. Que o livro "Sobriedade Emocional - A Próxima Fronteira" (aprovado na C.S.G./2008) seja escolhido para subsidiar a XIX Convenção Nacional de A.A. Aprovada por unanimidade.
  5. Que seja autorizada a tradução e a edição dos seguintes livros: "Despertar Espiritual II" e "Passo a Passo".Aprovada por unanimidade.

 

2013, Serra Negra-SP, 37ª CSG

Recomenda:

  1. Que a Conferência de Serviços Gerais aprove e a JUNAAB edite e publique o livreto “Colcha de Retalhos” em substituição ao livreto “Carta a uma Mulher Alcoólica” que por motivos legais foi descontinuado na estrutura EUA/Canadá. Aprovada por maioria absoluta.

2014, Serra Negra-SP, 38ª CSG

Recomenda:

Nenhuma proposta aprovada.

 

2015, Serra Negra-SP, 39ª CSG

Recomenda:

  1. Que se estude a possibilidade de ser lançado em CD/CD ROM os Doze Conceitos para atender às necessidades dos companheiros deficientes visuais. Aprovada por unanimidade.
  2. Que a Conferência de Serviços Gerais aprove e a JUNAAB traduza e edite o livreto "Too Young" (Jovem Demais?). Aprovada por maioria absoluta.
  3. Que a Conferência de Serviços Gerais aprove e a JUNAAB traduza e edite o livro "Daily Quote" (Citações Diárias). Aprovada por maioria absoluta.
  4. Que a Conferência de Serviços Gerais aprove e a JUNAAB traduza e edite o livro "Sober & Out" (Sóbrio e Sem Segredos). Aprovada por maioria absoluta.

 

2016, São Paulo-SP, 40ª CSG

Recomenda:

  1.  (5) Que seja estudada a possibilidade de edição, em formato de livro, de matérias publicadas pela Revista Vivência, de 04 (quatro) em 04 (quatro) anos, podendo ainda ser utilizado como Literatura Oficial das Convenções. Aprovada por maioria absoluta.
  2. (16) Que o preâmbulo da Segunda Tradição, contido na página 34 do folheto “O Grupo de A.A. ... onde tudo começa”, seja corrigido para a versão original contida no livro “Os Doze Passos e as Doze Tradições de A.A.”. Aprovada por unanimidade.
  3. (48) Que a JUNAAB traduza e edite o livro “Grupo Base: O coração de A.A.”. Aprovada por maioria absoluta.
  4. (49) Que a JUNAAB traduza e edite o livro “Apadrinhamento em Ação”. Aprovada por maioria absoluta.

 

2017, Nazaré Paulista-SP, 41ª CSG 

LITERATURA:

Recomenda

  1. (3) Que a JUNAAB estude a possibilidade de produzir literatura local, com base no livreto “Many Path to Spirituality” – (“Muitos caminhos para a espiritualidade”). Aprovada por unanimidade.

PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS:

Recomenda

  1. (7) Que se edite e publique o livro contendo a coletânea de artigos de amigos de A.A., publicados na Revista Vivência, sob o título “Cooperar Sempre” para subsidiar os custos do “Projeto A.A. 70 anos no Brasil”, com 30% do saldo da venda para realização do evento, 60% para a JUNAAB e 10% para o ESL. Aprovada por unanimidade.

 

2018, Serra Negra, SP, 42ª CSG 

LITERATURA:

Recomenda:

  1. Que a estrutura brasileira adote a tradução na íntegra do livreto “O Grupo de A.A. – onde tudo começa”, ressalvando as pequenas adaptações que se façam necessárias. - Aprovada por maioria absoluta.

 

2019, Nazaré Paulista, SP, 43ª CSG 

Recomenda:

  1. (28) Que a JUNAAB edite o livro “Making Amends – Finding a new freedom” (Fazendo Reparações – Encontrando uma nova liberdade), para custeio da XXI Convenção - 2024 com lançamento na XX Convenção - 2020, em Belo Horizonte. Aprovada por unanimidade.
  2. (29) Que a JUNAAB comercialize em formato e-book todos os livros de nosso catálogo. Aprovada por maioria absoluta.
  3. (59) Que a 43ª CSG - 2019 aprove a edição de um folheto contendo o resultado do inventário de membros e grupos, a exemplo do modelo editado pela estrutura sênior, para uso em ações de CTO e divulgação junto ao público externo à Irmandade. Aprovada por maioria absoluta.

As propostas de nº 20 e 43, que continham erros de grafia, foram encaminhadas ao Comitê de Literatura para as devidas correções.